Buscar

Nova Andradina – UFMS se manifesta sobre lista de instituições com pior desempenho

Setor de comunicação afirma que de 2.052 instituições de educação superior avaliadas em relação ao IGC no país, a UFMS ocupa a colocação de número 217

Cb image default
Imagem: Arquivo

Conforme havia sido noticiado pelo Nova News nesta quinta-feira (12), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou que 266 instituições de ensino superior no Brasil tiveram desempenho inferior às demais, avaliadas em 2018.

Segundo o Inep, autarquia do Ministério da Educação (MEC), 12,9% das instituições de ensino no Brasil tiveram um Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) 1 ou 2, em uma escala que vai de 1 a 5.

Conforme a tabela divulgada pelo MEC, com relação aos cursos, o de Tecnologia em Gestão Financeira da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, campus de Nova Andradina, obteve conceito na faixa 1, e o curso de Administração, obteve conceito na faixa 2. No caso dos dois cursos, eles foram avaliados com desempenho menor que a maioria.

Por meio de nota, o setor de comunicação disse que a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul obteve o Índice Geral de Cursos (IGC) igual a 4, em uma escala de 1 a 5, avaliado pelo Inep. “A UFMS está entre 23,3% das instituições de ensino superior do país que obtiveram índices 4 ou 5. Esse índice corresponde ao ano de 2018 e é um indicador de qualidade de universidades e não de cursos”, diz um trecho do documento.

Ao finalizar a nota, o setor de comunicação afirma que de 2.052 instituições de educação superior avaliadas em relação ao IGC no país, a UFMS ocupa a colocação de número 217, duas posições melhor que a ocupada em 2017.

Confira a nota na íntegra

“Com o objetivo de esclarecer a comunidade de Nova Andradina, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul obteve o Índice Geral de Cursos (IGC) igual a 4, numa escala de 1 a 5, avaliado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

A UFMS está entre as 23,3% das instituições de ensino superior do país que obtiveram índices 4 ou 5. Esse índice corresponde ao ano de 2018 e é um indicador de qualidade de universidades e não de cursos. Portanto, é incorreto afirmar que os cursos do campus de Nova Andradina foram avaliados pelo Inep, uma vez que a UFMS foi avaliada de forma geral.

De 2.052 instituições de educação superior avaliadas em relação ao IGC no país, a UFMS ocupa a posição 217, duas posições melhor que a ocupada em 2017.”

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.