Buscar

Paciente reclama de suposta falta de atendimento em ESF de Nova Andradina

Médico que atende na unidade explica que foi seguido o procedimento padrão

Imagem: Arquivo / Reprodução / Google

Cb image default

Na manhã desta quarta-feira (25), um homem de 39 anos entrou em contato com o Nova News para denunciar a suposta omissão de atendimento por profissionais da Estratégia de Saúde da Família (ESF) do Bairro Centro Educacional.

O morador disse que na terça-feira (24), após se sentir mal, sua pressão arterial foi aferida em 17 por 09, índice considerado muito alto. Já na manhã desta quarta-feira (25), ao passar mal novamente, com dores de cabeça e tonturas, ele teria decidido ao ESF do Centro Educacional para aferir a pressão mais uma vez.

Nas palavras do denunciante, mesmo passando mal, os profissionais da unidade teriam dito que ele precisaria esperar os atendimentos que estavam em andamento para que chegasse a sua vez. “Eu não queria uma consulta, mas apenas medir a pressão. Não considero justo ter que esperar”, disse o homem. Revoltado, o paciente disse que saiu do ESF e foi até uma farmácia.

Outro lado

Em contato com o ESF, o Nova News conversou com o médico Thiago Bavaresco, que deu a sua versão dos fatos. “Todo atendimento realizado aqui precisa ser lançado no sistema para a geração de um prontuário, desde uma simples aferição de pressão até uma consulta. Quando ele chegou, nós estávamos atendendo uma gestante, na sequência atenderíamos um idoso e em seguida seria a vez deste paciente, mas ele não quis esperar, foi grosseiro com a equipe e saiu batendo portas”, disse o médico.

Bavaresco afirmou que a ESF segue as normas de classificação de prioridade e que, em momento algum, a equipe se recusou a fazer o atendimento. “O fato de o atendimento não ocorrer na hora que o paciente quer não significa que ele ficará desamparado. É importante lembrar que esta unidade é apenas uma ESF, em casos mais urgentes, recomendamos que os pacientes se dirijam para o Hospital Regional, onde a equipe pode oferecer atendimento emergencial”, finalizou Thiago.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.