Buscar

Palestras marcam encerramento da campanha contra exploração sexual em Batayporã

Aconteceu na última semana, o encerramento da “Campanha 18 de Maio”, ação que se refere à data em que se comemora o Dia Nacional de Enfrentamento a Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Os trabalhos foram marcados pela distribuição de panfletos, que traziam ilustrações sobre a importância de se dar atenção aos conceitos que envolvem a violência contra crianças e adolescentes, principalmente quando ocorre violência sexual.

Dia Nacional de Enfrentamento a Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (Foto: Divulgação)

Um dos locais escolhidos para a ação foi a Base da Polícia Militar Rodoviária (PMR), localizada na MS-134, entre Batayporã e Nova Andradina. De acordo com membros do COMCEX-BATA, o objetivo é difundir esse tema cada vez mais, aumentando a consciência de mais pessoas sobre o assunto e, sobretudo, nos locais com mais visibilidade.

Além destas ações, ainda foram realizadas palestras com mesa redonda, contando com a participação do promotor de Justiça, Alexandre Estuqui  Junior, do delegado de policia, Rafael de Souza Carvalho, enfermeira Cícera das Dores Silva, Sonia Cristina do Amaral, coordenadora da Proteção Especial e Alexandro Nascimento Duarte, conselheiro tutelar.

O 18 de maio foi instituído pela Lei Federal 9.9700/00 como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, pois nesta data, no ano de 1973, uma menina de oito anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espirito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado, e, seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos. O “Caso Araceli”, como ficou conhecido, ocorreu há quase 40 anos, mas, infelizmente, situações absurdas como essa ainda se repetem.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.