Buscar

Pela quarta vez, Capuci anuncia “novidades” com relação ao Frigorífico Minerva de Batayporã

Na manhã desta terça-feira (17), assessoria da Minerva Foods disse que a empresa não tem intenção de retomar atividades na cidade

Nesta segunda-feira (16), a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Batayporã repercutiu declaração do proprietário da planta frigorífica, Ademar Capuci, de que, nos próximos dias, a Minerva Foods deverá iniciar as obras de reconstrução do prédio, destruído por um incêndio ocorrido em agosto de 2015.

Por outro lado, na manhã desta terça-feira (17), o Nova News apurou junto à Agência Ideal HKS, que faz assessoria de imprensa para o Grupo Minerva Foods, que a empresa não tem nenhuma intenção em reabrir a unidade de Batayporã, fechada em 2015.

Cb image default
Frigorífico Minerva de Batayporã encerrou suas atividades no município em 2015, deixando cerca de 700 funcionários desempregados - Imagem: Arquivo / Nova News 

Ainda na tarde desta segunda-feira (16), o Nova News havia acionado a agência solicitando informações sobre a suposta reconstrução da planta frigorífica, bem como com relação à possível retomada de atividades no município, onde a Minerva chegou a gerar cerca de 700 empregos.

Na ocasião, a representante da Agência Ideal HKS disse desconhecer os fatos, mas se comprometeu a buscar informações junto à direção geral da Minerva, a fim de dar um retorno à reportagem. Na manhã desta terça-feira (17), a responsável pelos setores de Atendimento e Influência, Mariana Anauate, manteve contato com o Nova News.

“Sobre a reforma, a Minerva Foods não se pronunciou. Com relação às atividades na planta frigorífica, a Minerva disse que não tem planos de reativar a unidade de Batayporã, seja a curto, médio ou longo prazo. Por enquanto não há novidades”, disse Anauate, ao explicar que a empresa não entrou em detalhes.

Conforme levantamento do Nova News, esta seria a quarta vez que Ademar Capuci anuncia “novidades” com relação ao Frigorífico Minerva. Em 2016, durante as eleições municipais em Batayporã, Capuci disse no palanque de um dos candidatos a prefeito, que a unidade seria reativada até o final daquele ano, o que não aconteceu.

Em junho de 2017, Ademar disse à assessoria da Prefeitura de Batayporã que a Minerva reabriria o frigorífico nos próximos meses. Na ocasião, o Nova News manteve contato com a assessoria da empresa, que rebateu a informação e, de fato, a unidade não foi reativada.

Cb image default
Planta frigorífica foi atingida por um incêndio ocorrido em agosto de 2015, um mês após o seu fechamento - Imagem: Arquivo / Nova News

O terceiro pronunciamento de Capuci com relação ao frigorífico ocorreu em novembro de 2017, quando o pecuarista usou a tribuna da Câmara Municipal de Batayporã para tratar do assunto. Na ocasião, ele disse que havia desistido de reabrir o frigorífico por conta própria, conforme anunciou em 2016, na época da campanha eleitoral. “Estava tudo acertado e organizado. Eu ia tocar”.

Foi também ao fazer uso da tribuna, que Ademar sugeriu que uma reunião entre lideranças municipais, Governo do Estado e representantes da Minerva, fosse marcada. A reunião ocorreu meses mais tarde, em fevereiro de 2018, porém, sem novidades. Naquele momento, lideranças da Minerva, aparentemente por uma questão de “cortesia”, não descartaram a reabertura da unidade, mas também não prometeram nada.

Agora, pela quarta vez, o dono da planta frigorífica teria falado sobre “novidades” com relação à Minerva Foods em Batayporã, afirmando que a empresa deverá iniciar a reconstrução da unidade, o que não foi confirmado nem negado pela assessoria da empresa.

É bem verdade que, nesta última declaração, Capuci se ateve à suposta reforma e, segundo a assessoria da Prefeitura de Batayporã, em nenhum momento ele disse que o frigorífico será reaberto, mas também é sabido que qualquer declaração sobre a Minerva Foods na região deve ser muito bem elaborada, uma vez que a reabertura da indústria é o grande sonho da população local.

Após a publicação da matéria sobre a suposta reconstrução da unidade, alguns setores da sociedade chegaram a comemorar a notícia, como se o frigorífico fosse voltar a operar em poucos meses, o que não deve acontecer. Mesmo que a reconstrução ocorra, o fato é que a assessoria da Minerva foi enfática ao afirmar que o grupo “não tem intenção de retomar suas atividades em Batayporã”, motivo pelo qual a imprensa e as lideranças políticas da região devem ter muita cautela ao tratar do assunto, uma vez que o tema mexe com os sonhos de centenas de famílias que tinham o frigorífico como o seu “ganha pão”.

“A impressão que tenho é que de tempos em tempos, a cada seis meses mais ou menos, ‘eles’ aparecem na mídia fazendo especulações sobre o frigorífico, mas na verdade, em julho de 2018 já vai fazer três anos que o Minerva fechou as portas. Esta é a realidade”, disse um ex-funcionário, que preferiu ter a identidade preservada. O jovem de 27 anos sustentava esposa e dois filhos com o salário recebido da empresa e, desde o fechamento, sobrevive de bicos, enquanto não consegue uma colocação definitiva no mercado de trabalho.

Confira na íntegra a matéria divulgada pela Prefeitura de Batayporã*

O Minerva Foods inicia nos próximos dias as obras de reconstrução da planta frigorífica de Batayporã, parcialmente destruída por um incêndio ocorrido em agosto de 2015. A informação foi confirmada pelo proprietário do empreendimento, Ademar Capuci, ao prefeito Jorge Takahashi.

Capuci afirmou que a empresa entrou em contato, garantindo o início da reforma da planta nos próximos dias. Porém, não soube informar ao Gestor qual seria o prazo de conclusão da obra.

A notícia foi comemorada pelo Chefe do Executivo, que não tem medido esforços para que a empresa volte a gerar empregos na cidade. “A parceria e o grande interesse do Governo do Estado através da política de incentivos fiscais estão sendo fundamentais para obtermos resultados positivos. O fato de iniciarem a reforma mostra que as negociações avançaram e estamos esperançosos para a reabertura da unidade”, ponderou Takahashi.

Para o Prefeito, a retomada da empresa vai ter impacto positivo na esfera social do município e fomentará a economia de Batayporã, com a possibilidade da geração de 600 empregos diretos.

Capuci enalteceu a postura do prefeito Jorge Takahashi diante das negociações com o Minerva. “O Prefeito tem nos ajudado muito, correndo atrás de parcerias para agilizar a reativação da unidade, que impulsionará o desenvolvimento de Batayporã”, afirmou.

Tratativas – No início do mês de fevereiro, Takahashi e vereadores reuniram-se com o governador Reinaldo Azambuja e a direção do Minerva Foods no sentido de iniciar um processo de negociação para a reativação da unidade, que fechou as portas em 2015.

Na ocasião, o Governo do Estado assumiu o compromisso de conceder incentivos fiscais em troca da geração de empregos. Segundo o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, foi a primeira vez que a empresa manifestou interesse de reabrir o frigorífico. (*Assessoria PMB).

Outro lado

O Nova News tentou falar com Ademar Capuci nesta terça-feira (17), mas não conseguiu contato. O site se coloca à disposição, oferecendo espaço para eventuais declarações ou esclarecimentos. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.