Buscar

Preço da gasolina já chega a R$ 3,67 em Nova Andradina 

Imagem: Germino Roz/Nova News 

Após o primeiro aumento do ano de 2015, que ocorreu no início do mês de fevereiro, o preço dos combustíveis voltou a ter suas cifras modificadas esta semana. Os valores foram elevados mais uma vez, conforme decreto presidencial publicado no Diário Oficial da União.

Na manhã desta quinta-feira (19), a reportagem do Nova News pesquisou cinco postos em Nova Andradina e apurou que o preço da gasolina pode variar entre R$ 3,67 e R$ 3,39, já o diesel chega a ser comercializado a R$ 3,39, mas, pode ser encontrado por R$ 2,99 e o etanol fica entre R$ 2,65 e R$ 2,35.

No “Posto A”, a gasolina comum que era vendida a R$ 3,54 foi para R$ 3,67, o diesel que estava R$ 3,06 está a R$ 3,18 e o etanol saltou de R$ 2,53 para R$ 2,65.

No “Posto B”, a gasolina passou de R$ 3,45 para R$ 3,57, o diesel foi de R$ 2,85 para R$ 3,03 e o etanol, de R$ 2,36 elevou-se para R$ 2,47.

No “Posto C”, a gasolina foi de R$ 3,36 para R$ 3,46, o diesel de R$ 3,06 para R$ 3,16 e o etanol era R$ 2,35 e ficou em R$ 2,42.

No “Posto D”,  a gasolina estava R$ 3,57 e agora é comercializada a R$ 3,64, o diesel passou de R$ 3,13 para R$ 3,25 e o etanol que estava R$ 2,49 custa hoje R$ 2,62.

No “Posto E”, a gasolina que era oferecida por R$ 3,31 passou para R$ 3,39, o diesel que era R$ 2,90 agora custa R$ 2,99, e o etanol vendido a R$ 2,29 pode ser encontrado por R$ 2,35. Os nomes dos postos não foram divulgados para evitar favorecimento ou propaganda negativa de alguns dos estabelecimentos.

Leia também
  • Preços de combustíveis já sofreram alteração em Nova Andradina 

O aumento da tributação sobre os combustíveis nas refinarias faz parte do pacote do governo de elevação de impostos para tentar reequilibrar as contas públicas neste ano. O governo espera arrecadar R$ 12,18 bilhões com a medida em 2015.

Imagem: Germino Roz/Nova News

No Estado 

Segundo o Campo Grande News, em Mato Grosso do Sul, conforme a nova tabela, o preço médio ponderado do litro do diesel é R$ 3,0963. Para a gasolina, o litro pode custar R$ 3,5848 ao cliente. Há pouco mais de duas semanas, transportadores fizeram paralisação em Campo Grande, que ocupou mais de nove quilômetros, a partir da rotatória, que dá acesso à São Paulo, na BR-163. Eles não saíram de lá até conseguir reunião com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), realizada no dia seguinte. 

 

O governador disse que pretende reduzir a alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do óleo diesel até a metade deste ano. Os caminhoneiros também sofrem com a concorrência com outros Estados. O Setlog/MS (Sindicato das empresas de Transporte de Cargas e Logística de MS) quer que o ICMS do óleo diesel passe de 17% para 12%, percentual praticado nos Estados de São Paulo e Paraná. Desde o dia 1º de fevereiro, vigora a alta da PIS (Programa de Integração Social) e da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), que corresponde a alta de R$ 0,22 por litro da gasolina e R$ 0,15 por litro do diesel.

O aumento da tarifa de energia também já impactou nos custos dos postos de gasolina. Segundo o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes de Mato Grosso do Sul). Os postos são obrigados a ajustar os valores também para garantir o reajuste do dissídio coletivo do setor, que deverá ficar em torno de 6% ou 7%.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.