Buscar

Prefeitura de Nova Andradina trabalha para recuperar cidade após fortes chuvas

Após levantamento da Defesa Civil, município trabalha para recuperar estradas rurais e danos causados na área urbana (Foto: Natalho Cuer/PMNA)

Após o temporal que caiu sobre Nova Andradina nos últimos dias, causando grandes estragos em ao menos 20 pontos, a Prefeitura intensifica ações com foco na recuperação de ruas e na limpeza da cidade.

Por determinação do prefeito Roberto Hashioka, equipes da Secretaria de Serviços Públicos estão nas ruas realizando consertos emergenciais, limpando e desobstruindo bueiros, além de uma operação tapa-buraco nas vias mais prejudicadas.

"Nossa preocupação é para que possamos equacionar o mais rápido possível questões ligadas ao transporte escolar, coleta de lixo e o acesso às residências dos moradores", destacou Umberto Canesque, secretário de Serviços Públicos.

O gestor também pediu "paciência e o apoio da população". "Essa temporada de chuva muito acima da média está dificultando os consertos e o reestabelecimento de alguns serviços, mas estamos empenhados em resolvê-los", pontuou.

Leia também
  • Prefeitura de Nova Andradina recupera estradas rurais 

O prefeito Roberto Hashioka reiterou o apoio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil e ratificou que tem buscado todos os meios possíveis para sanar os problemas levantados após as chuvas fortes que atingiram Nova Andradina.

O chefe do Executivo municipal já decretou estado de emergência e solicitou ao Governo Federal, após avaliação da Defesa Civil de Mato Grosso do Sul, mais de R$ 5 milhões para serem usados na reconstrução de parte da cidade.

Além de dar suporte na avaliação dos danos, a Coordenadoria Estadual orientou as equipes locais na elaboração de termos e documentos visando a Solicitação de Reconhecimento Federal.

A medida prevê que pouco mais de R$ 1,6 milhão sejam aplicados em obras de infraestrutura residencial - incluindo a construção de casas condenadas e moradias destruídas - e na reconstrução do anel viário, - na recuperação de dutos e asfalto.

A proposta também estima que aproximadamente R$ 3,5 milhões devam ser destinados aos prejuízos econômicos públicos, aplicados diretamente na reconstrução de órgãos afetados e na recuperação de bairros onde houve erosões.

Imagem: Natalho Cuer/PMNA

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.