Buscar

Professor Benedito Borges morre aos 66 anos, vítima de câncer 

Borges residia na cidade  de  Batayporã  desde  1963,  atuou  como  professor, artista plástico, músico,  maestro, cabeleireiro, artesão e ministro da  Eucaristia

Professor Benedito sempre colaborou com eventos da comunidade católica de Batayporã (Foto: Arquivo)

Faleceu na madrugada desta terça-feira (25), por volta da 01h45, o professor aposentado de Batayporã, Benedito Borges, de 66 anos. Benedito lutava contra um câncer há cerca de dez meses e, na última semana foi internado no Hospital Evangélico, na cidade de Dourados, onde veio a óbito.

 

Professor Benê, como era conhecido, chegou a Batayporã em 1963, trabalhou como agricultor até no inicio da década de 70, onde veio a trabalhar como professor municipal, no fim da mesma década, Benedito passou a trabalhar como professor do Estado.

Cabeleleiro, músico, maestro, artista plástico e artesão, ele também foi catequista e desenvolveu um trabalho de arte, no antigo programa PETI. Atualmente Benedito atuava na Igreja Católica de Batayporã, como ministro extraordinário da eucaristia.

No dia 13 de junho de 2012, durante a celebração da Missa do Padroeiro Santo Antônio de Pádua, em Batayporã, Benedito Borges emocionou a comunidade católica local, apresentando a primeira imagem do santo que ocupou o altar da igreja. 

 

A estátua de Santo Antônio, que havia se extraviado, foi localizada por ele após um ano busca, com inúmeros telefonemas para várias localidades, até ser encontrada abandonada em um barracão na cidade de Ivinhema. Totalmente quebrada, a réplica foi restaurada por ele e devolvida à comunidade católica. 

Imagens: Arquivo Tereza Dan

Imagem recuperada por Benedito Borges
Professor sempre atuou na comunidade local

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.