Buscar

Profissionais de saúde de Batayporã recebem capacitação através do programa Caminhos do Cuidado

Agentes Comunitários de Saúde (AGC) e Auxiliares e Técnicos de Enfermagem (ATEnf) que atuam nas equipes da Estratégia de Saúde da Família (ESF) da Secretaria Municipal de Saúde do município de Batayporã, iniciaram, nesta terça-feira (30), no Centro  de Convivência do Idoso, a capacitação do projeto "Caminhos do Cuidado", com a temática "saúde mental", destacando problemas com crack, álcool e outras drogas. O projeto é uma parceria entre o Ministério da Saúde, Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) e o Grupo Hospitalar Conceição (GHC).

De acordo com a enfermeira e coordenadora, Franciele Figueiredo, a meta é capacitar agentes comunitários e técnicos de enfermagem para que sejam instrumentados a trabalhar com as pessoas que enfrentam esse problema, tanto usuários, quanto familiares. "Hoje em dia, existem trabalhos sobre essa questão das drogas, mas muitos profissionais da saúde não se sentem preparados para atuar diante destes problemas. O projeto Caminhos do Cuidado vem para inovar tudo o que já tem sido realizado em relação ao uso de drogas", explica.

Ainda de acordo com ela, é preciso trazer, não só para atenção básica, mas para toda a rede de atenção, ações a fim de que a saúde mental seja vista com objetivo de que todos possam ter um lugar de escuta e de acolhimento. A profissional explica que é importante o envolvimento de todos no projeto, já que existem vários caminhos possíveis para os cuidados em saúde mental. Ainda nas palavras dela, os caminhos para enfrentar questões como crack, álcool e outras drogas são diversos, como Assistência Social, Unidades de Saúde, Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e também visitas dos agentes comunitários.

Ao todo, 35 profissionais que atuam na Rede Municipal de Saúde de Batayporã participam da capacitação. Serão cinco encontros realizados nas terças-feiras, sendo 40h presenciais, e 20h na modalidade de dispersão. De acordo com o cronograma apresentado, a capacitação fortalecerá as práticas de cuidado em saúde mental na atenção primária, tendo como referência a política de saúde mental.

A base do curso é a política do Ministério da Saúde de atenção integral e o cuidado com as pessoas que fazem o uso prejudicial de drogas norteado pela redução de danos aos usuários. A capacitação está ocorrendo em todo o Brasil e a meta do Ministério da Saúde é capacitar mais de 290.700 Agentes Comunitários de Saúde e Auxiliares ou Técnicos de Enfermagem.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.