Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Buscar

Região Leste de MS discute sobre a Assistência Social em Nova Andradina

Fotos: William Gomes

Cb image default

Durante toda esta quarta-feira (13), acontece no auditório da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) a reunião regionalizada descentralizada do Conselho Estadual de Assistência Social de Mato Grosso do Sul na região leste. O objetivo central é subsidiar definições de prioridade para a região, para fins da posterior elaboração dos planos estaduais e municipais que conduzem a política da Assistência Social.

O encontro faz parte das reuniões regionalizadas do Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS), onde a Semcias (Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social) e o Conselho Municipal da Assistência Social abordam junto a representantes da área de várias cidades da região, o fortalecimento do controle social no Suas (Sistema Único de Assistência Social) em Mato Grosso do Sul.

Presente na abertura da reunião, Julliana Ortega, destacou a importância de "traçar as metas e alinhar as propostas de maneira conjunta, direcionando as estratégias a serem perseguidas para atingir as políticas sociais de forma igualitária e que venham ao encontro das necessidades dos usuários dos serviços".

Os debates foram centralizados em temas como o papel dos conselheiros e funcionamento do conselho, assistencialismo e assistência social, representatividade e controle social, desafios para o Suas em Mato Grosso do Sul e prioridades para o Plano Estadual de Assistência Social de 2020 a 2023.

Também participaram da mesa condutora dos trabalhos a conselheira Luciana Pauli, Fórum Estadual dos Trabalhadores do SUAS, conselheira CEAS Elisabete Zanetti Guerreiro, da Federação das APAEs MS, Edna Bordon Lopes, representante da SEDHAST, Ana Kely Clemente, gerente de proteção social básica, Márcia Souza Rodrigues, presidente do CMAS de Nova Andradina e Sérgio Vanderli, presidente do Congemas, Rosana Raizel, Mary Midory Sasada e Maria Cleide Lisboa, secretárias de assistência social de Angélica, Ivinhema e Novo Horizonte do Sul, respectivamente.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.