Buscar

Requerimento busca esclarecer alteração das regras de geração e distribuição de energia solar

Foto: Agência 7ª Arte

Cb image default

Os vereadores Marião da Saúde (PR) e Ricardo Lima (DEM), apresentaram requerimento em que busca “esclarecer informações diante da proposta de alteração das regras de geração e distribuição de energia solar. O documento foi apresentado em sessão ordinária e encaminhado a bancada Federal e aos Senadores de Mato Grosso do Sul, requerendo posicionamento contrário dos representantes do nosso Estado no Congresso Nacional.

Entre os dados solicitados está qual o posicionamento dos Senadores e da Bancada Federal de MS frente a esta ação da ANEEL que visa coibir o avanço desta prática tão saudável ao meio ambiente, todos Senadores e Deputados comungam de tal posição e se já foi tomada alguma atitude com relação ao fato.

No documento, os parlamentares destacam que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou consulta pública para alterar as regras sobre a energia solar fotovoltaica que o consumidor gera a mais ao longo do dia e joga na rede da distribuidora de energia. Conforme a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a taxação deve encarecer em 68% o valor pago pelo consumidor sobre a parte que é enviada para a distribuidora de energia elétrica. Atualmente, o consumidor residencial tem quase 100% da energia que envia de volta à rede como crédito para sua conta de luz.

“ Somos sabedores da importância de se adotar medidas de geração de energia que procurem não agredir o meio ambiente, e preocupados com esta situação, que a nosso ver é um retrocesso, haja vista a intenção em uma empresa coreana de investir em nosso Estado, em uma Usina de energia fotovoltaica, é que “requeremos” de nossa Bancada Federal que realize esforços a fim de evitar que as regras atuais sejam mudadas”, explicaram os parlamentares.

Outro argumento defendido pelos vereadores, é que hoje a maioria das vezes pagamos tarifa vermelha, aumentando assim o custo aos consumidores usuários de energia, uma vez porque não somos alto suficiência na geração de energia, sendo necessário o uso de termoelétricas que é uma energia alto poluente com valor elevado para consumidor brasileiro. Nisso faz necessário o incentivo da produção de energia limpa, e a energia fotovoltaica vem para atender essas necessidades. Muitas empresas hoje vêm produzindo sua própria energia para jogar na rede, e com essas alterações das regras, aquele que fez um alto investimentos nas placas solares será prejudicado, defenderam Marião e Ricardo.

Cb image default

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.