Buscar

Salário dos docentes municipais da cidade de Batayporã está entre os melhores do Estado

Após reajuste de 11,36% concedido aos professores da Rede Municipal de Ensino da cidade de Batayporã, o município manteve-se na 13ª colocação no ranking salarial do Mato Grosso do Sul em 2016. A informação foi divulgada pela Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (FETEMS). Segundo assessoria da prefeitura, um professor iniciante que trabalha por 40 horas semanais recebe R$ 2.454,88, enquanto o piso estabelecido pelo Ministério de Educação e Cultura (MEC) para 2016 é de R$ 2.135,64, totalizando R$ 319,24 a mais do que o estabelecido. O município de Batayporã conta com professores que recebem salários de até R$ 7.453.54.

De acordo com a secretária de Educação e Cultura, professora Ana Maria de Almeida Silva, a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME) estava em constante discussão sobre o impacto dos 11,36% na folha do Fundeb referente ao ajuste na folha salarial. A secretária por várias vezes se reuniu com o prefeito Beto Sãovesso, preocupada com a Lei de responsabilidade fiscal e o impacto na folha salarial. 

Secretária Municipal de Educação e Cultura destaca apoio e comprometimento do prefeito para com a classe (Imagem: Divulgação / PMB)

“Isso é responsabilidade de gestão e defendo que a valorização da categoria representa um pilar para a formação de cidadãos conscientes. Apesar da crise financeira enfrentada pelos municípios brasileiros, o reajuste faz parte da política de valorização dos profissionais do magistério. Essa é uma das formas de reconhecermos e apreciarmos os professores que são de extrema importância para o município. Profissionais responsáveis por formarem cidadãos críticos, reflexivos e que respeitem as diferenças”, disse o prefeito.

Segundo a Secretária Professora Ana Maria de Almeida Silva, as escolas municipais, juntamente com o corpo docente, administrativo, discente e comunidade externa, estão bastante satisfeitos com os investimentos efetuados nas estruturas da rede escolar. “Desde que se iniciou esta administração, o compromisso com a Educação Municipal está sendo honrado, melhorando as estruturas físicas e pedagógicas das escolas, além de cumprir com o Plano de Formação continuada para a docência” declarou Ana.

Beto Sãovesso lembrou as dificuldades financeiras enfrentadas em 2015 e ressaltou que, para conceder o reajuste, além de garantir benefícios para outros setores, foram necessários muitos cortes na administração. “Estamos cumprindo o piso da magistratura e efetuando o pagamento em dia. Estamos nos esforçando no sentido de continuar valorizando os servidores públicos municipais. Essa é uma política adotada desde o início do nosso mandato”, ressaltou. O chefe do executivo municipal disse ainda que além dos educadores, os demais funcionários da prefeitura tiveram os salários reajustados a partir de primeiro de março.

Confira o ranking salarial do Mato Grosso do Sul:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.