Buscar

Saúde de Nova Andradina pede apoio da população para combate à dengue

A Prefeitura de Nova Andradina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, Vigilância Epidemiológica e CCZ, reforçaram nesta semana o pedido de apoio à população para o combate ao mosquito transmissor da dengue. Entre os bairros com maior incidência estão Durval Andrade Filho, Bela Vista e Argemiro Ortega, mas também há notificações no distrito Nova Casa Verde e assentamentos da região.

"Mesmo com as diversas ações desenvolvidas pelo poder público, a exemplo do mutirão de limpeza, visitas periódicas dos agentes de saúde e as ações realizadas no Dia D Contra Dengue, é preciso que a população se conscientize e dê mais atenção aos cuidados diários com o quintal", destacou Silvio Senhorini, secretário municipal de Saúde.

 

Mutirões também contam com aplicação de inseticida - Imagem: Natalho Cuer/PMNA

O gestor complementou que desde o ano passado a Prefeitura de Nova Andradina, por determinação do prefeito Roberto Hashioka, tem intensificado as ações de combate e prevenção não só à dengue, mas também ao chikungunya.

Ações

Diante do número de notificações, a Secretaria de Saúde realiza os chamados "bloqueios" nas residências. A ação consiste na visita domiciliar do agente de endemias para vistoriar a casa visando encontrar focos do mosquito, orientar a família sobre os cuidados com vasilhames e recipientes de água descobertos e, confirmados os focos/larvas, fazer o tratamento focal com aplicação de inseticida com nebulizador costal, além do carro fumacê nos bairros.

As ações também são desenvolvidas na área rural, onde o Governo Municipal, por meio da Gerência Administrativa da Prefeitura de Nova Andradina em Nova Casa Verde, realiza constantes mutirões de limpeza em diversas localidades.

Para a agente de Saúde e coordenadora do Mutirão da Dengue, Cleonice Vieira dos Santos, é necessário uma maior colaboração da população, já que estão sendo encontrados muitos focos do mosquito nos quintais das residências visitadas pelas equipes da secretaria. 

Apoio

"A maioria dos focos de larvas do mosquito transmissor da dengue está sendo encontrado em materiais que podem ser eliminados, como copinhos, sacolinhas plásticas, potinhos, pedaços de lonas e atrás da geladeira, na bandeja de desgelo. É importante que a população trabalhe junto com o poder público, pois estamos fazendo tudo o que é possível, mas, sem esse cuidado dos moradores com os quintais, fica mais complicado", declarou.

Cleonice complementou que outros bairros, como Cristo Rei, Centro Educacional e Horto Florestal, também registram incidência. "Por isso é importante que o morador receba bem os agentes de saúde em suas residências e siga as orientações. A prevenção é a única arma contra a doença", reforçou a agente.

A Secretaria de Saúde pede ainda que a pessoa que apresentar os sintomas da dengue (febre, dor de cabeça, dor ao redor dos olhos, dor nas juntas, dor no corpo, ânsia de vômito ou vômito) procure atendimento médico em uma das Unidades de Saúde do município.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.