Buscar

SEBRAE e Prefeitura de Anaurilândia definem próximos passos do programa “Cidade Empreendedora”

Na avaliação dos envolvidos, até o momento a participação tem sido satisfatória no município

Um encontro realizado na última semana entre representantes do município de Anaurilândia e consultores do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Mato Grosso do Sul (SEBRAE-MS), começou definir os próximos passos para a sequência do programa “Cidade Empreendedora” que está sendo implantado no município.

Participaram da reunião o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, Elizeu Gonçalves Muchon, além dos técnicos e consultores Fernanda Lopes e Gustavo Schimit, ambos do SEBRAE.

Cb image default
 Responsáveis pelo programa dizem que agora é momento de dar sequência às atividades e estratégias de trabalho - Imagem: Divulgação

De acordo com Elizeu Muchon, que representou o município de Anaurilândia no encontro, a geração de emprego e renda é um grande desafio para os pequenos municípios brasileiros, sobretudo, diante do cenário nacional que amarga números assustadores de desempregados no país.

Outros fatores, que segundo Muchon ainda pesam mais e causa desconfiança nos investidores, são as altas taxas tributárias, aliadas à insegurança jurídica, sem contar a instabilidade econômica e outros diversos obstáculos para se investir no Brasil.

O secretário explica que alguns municípios usam da criatividade para encontrar soluções. No caso de Anaurilândia, uma das decisões do prefeito Edinho Takazono (PSDB), foi buscar ajuda junto ao SEBRAE-MS. Nas palavras de Elizeu, umas das saídas do município foi aderir ao “Programa Cidade Empreendedora”, que já está em plena atuação na cidade e começa apresentar os primeiros resultados.

Dos eixos que visam o desenvolvimento da cidade, definidos em assembleia realizada dias atrás, os empresários e comerciantes elegeram os setores de “comércio” e “serviços” como prioritários.

Com a escolha, porém, não se abandonam outros eixos importantes, mas se estabelece um foco especial, conforme explicam os consultores.

Os responsáveis pelo programa “Cidade Empreendedora” dizem que agora é momento de dar sequência às atividades e estratégias de trabalho já elaboradas, sempre norteando as ações a serem colocadas em prática.

Segundo a Prefeitura e o SEBRAE, esse programa é altamente exitoso, mas para isso é necessário e fundamental o envolvimento do Poder Público, da iniciativa privada e do terceiro setor. Na avaliação dos envolvidos, até o momento a participação tem sido satisfatória em Anaurilândia.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.