Publicado em 07/08/2019 às 10:04, Atualizado em 07/08/2019 às 19:11

Secretaria de Assistência Social repassa mais de R$ 1,2 mi a entidades no primeiro semestre de 2019

Até o final deste ano, 17 instituições receberão repasses oriundos dos fundos municipais da assistência social, num total de 2,1 milhões de reais

Cogecom,

Fotos: Divulgação/Cogecom

Cb image default

Reconhecendo o valor das instituições filantrópicas, o governo municipal de Nova Andradina, através da Secretaria de Cidadania e Assistência Social repassou no primeiro semestre de 2019 cerca de R$ 1 milhão e duzentos mil para atender toda a rede de instituições de acolhimento parceiras do município. Até o final do ano, serão aplicados mais de R$ 2 milhões, excluídos os valores do Fundeb.

Nos últimos dois anos, a pasta incluiu novas entidades na lista de beneficiadas com recursos para o financiamento de projetos e ações nas áreas de assistência social, educação e esporte.

Hoje, 17 instituições recebem repasses oriundos dos fundos municipais da assistência social. A grande maioria sobrevive, praticamente, graças a essas subvenções e convênios assinados por intermédio do município. Este é o caso da Casa do Migrante, que atende pessoas em situação de trânsito (moradores de rua), ou seja, que passam momentaneamente pela cidade de Nova Andradina e moradores de rua.

Conforme informações da diretora administrativa, Simone Lazarini Périgo, os valores representam em torno de 95% do que é arrecadado pela instituição para a manutenção dos serviços prestados. Os outros 5% são advindos da parceria com a Igreja Católica e da sociedade civil. Por mês, a Casa acolhe provisoriamente 80 a 90 usuários com alimentação, roupas e pernoites.

Este dinheiro é empregado no pagamento do quadro de colaboradores e outras despesas como água e luz, além de possibilitar o funcionamento aos sábados, domingos e feriados. A prefeitura ainda auxilia no fornecimento de 500 refeições, materiais de higiene.

Cb image default

"Graças ao apoio do prefeito Gilberto Garcia, que se solidarizou com a situação da entidade, conseguimos pagar também a folha salarial de dezembro,13º salário e encargos trabalhistas deste mês em 2018. Este ano, o prefeito já reafirmou que irá reeditar esta parceria para o pagamento dos nossos 5 funcionários neste período. É um trabalho de formiguinha. Vivemos de parcerias com a Semcias, por meio do CREAs e CRAS, e só temos a agradecer esses recursos essenciais para desenvolver o nosso trabalho social", reiterou Simone.

Com capacidade para atender até 22 idosos, a direção do Lar Sagrado Coração de Jesus acredita que as portas abertas da instituição já estariam fechadas se não fossem os convênios. “O município e o estado efetuam os repasses todos os meses e, com isso, vamos conseguindo pagar as contas em dia. Recentemente, fechamos uma outra parceria com a Prefeitura para a execução do projeto de instalação contra incêndio e pânico. Só temos a agradecer o prefeito Gilberto e a todos que colaboram com o lar”, informa Maria Eugênia.

De maneira geral, os recursos são investidos no pagamento de pessoal e outras despesas como água, luz, aluguel, internet, combustível, gêneros alimentícios, medicamentos, vestuário, manutenção de equipamentos e instalações físicas do prédio, encargos trabalhistas, entre outros gastos.

Na opinião da titular da pasta responsável pela liberação dos recursos, Julliana Ortega, as entidades ampliaram sua relevância como parceiros na execução de políticas públicas. "O repasse financeiro oferece a possibilidade de maior qualidade aos serviços prestados pelas entidades que já exercem um trabalho independente há anos. O Termo de Colaboração fideliza e valoriza os serviços prestados, o que é muito valioso para a Secretaria de Assistência Social", afirma.

E o prefeito complementa: "O que faz Nova Andradina diferente é essa rede de apoio e de pessoas dispostas a fazer algo a mais pelo próximo. Ao lado dos nossos parceiros estamos fazendo todos os esforços para que todos os nova-andradinenses tenham acesso à educação, ao esporte, lazer, assistência social e segurança, enfim uma administração humanizada", afirmou Gilberto Garcia.

Cb image default