Buscar

Sem chuva há mais de 30 dias, queimadas colocam Nova Andradina em estado de atenção

De janeiro até agora já foram registrados 101 focos de incêndio no município; apenas entre 15 de junho até essa sexta-feira (20) após a última chuva, 25 somam os casos

Os dias de secura em Nova Andradina parecem estar longe de ter um fim. Como se não bastasse os efeitos da falta de chuva como a baixa umidade relativa do ar, Nova Andradina começa a entrar em estado de atenção com a incidência de queimadas.

Segundo os números a que o Nova News teve acesso junto ao Corpo de Bombeiros, de janeiro até agora já foram registrados 101 focos de incêndio no município. Entre 15 de junho até essa sexta-feira (20) após a última chuva registrada, 25 somam os casos.

Vivenciando um dos períodos mais críticos dos últimos anos, a população passa a ser vitimada com a atitude impensada de quem provoca um incêndio. Além de estar difícil suportar o clima seco com índices de chuva abaixo da média registrada em 2017, a fumaça que toma conta do ar se transforma em um agravante sem precedentes para a saúde que atinge todas as idades.

Cb image default
Incêndios passaram a virar uma rotina nos últimos dias em Nova Andradina - Fotos: Nova News 

Antes mesmo de entrar nos meses de maior atenção que geralmente começam em meados de junho, as queimadas começaram a ser registradas ainda em abril. À época, quatro casos chegaram a ser combatidos em um mesmo dia.

Em 2017 chegou a um total de 202 incêndios atendidos pelo Corpo de Bombeiros. A maior preocupação da corporação é que a maioria das queimadas urbanas é por ato incendiário. As pessoas têm o hábito de queimar lixo e o fogo acaba tomando proporções maiores. Considerado um crime ambiental, o autor caso se flagrado cometendo tal delito será imediatamente conduzido à Delegacia de Polícia.

Incêndios passaram a virar rotina

Na manhã dessa sexta-feira (20), um novo foco voltou a acometer a mata do Horto Florestal nas proximidades do cemitério. De média proporção, a atuação rápida do Corpo de Bombeiros e de equipes da Prefeitura impediu que as chamas se alastrassem em uma maior área no local. Maquinários e um caminhão pipa foram utilizados na ação.

Ouvido no local pela reportagem no local, o 2º sargento André Luiz Gaeta Xavier detalhou que durou cerca de duas horas o combate ao incêndio. “Repetindo o alerta todos os anos, é comum nos depararmos com situações desta natureza costumeiramente em nossa cidade. Pedimos à população que tenha maior consciência em banir tal prática que além de ser nociva à saúde, trata-se ainda de um agravante para a preservação o meio ambiente. Cada um precisa fazer a sua parte e evitar que o ato impensado de queimar lixo ou qualquer área de vegetação gere uma série de danos para o coletivo de modo geral”, alerta o bombeiro militar.

Sem chuva à vista

Em um mais dia de incêndio registrado tomado por uma nuvem de fumaça cobrindo grande parte da cidade, a população de Nova Andradina viveu uma sexta-feira crítica com a umidade relativa do ar que chegou à marca dos 35%. Mesmo com a chegada de mais uma frente fria, não há previsão de chuva para os próximos dias.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.