Buscar

Solidariedade e Providência – Ingredientes que têm mudado a vida de famílias carentes em Nova Andradina

Projeto “Voluntários do Amor” oferece mais dignidade às pessoas em situação de extrema pobreza

“Ingredientes como a Solidariedade - vinda da boa vontade de pessoas que se voluntariam a fazer o bem o próximo - e a Divina Providência - termo teológico que trata da ação de Deus nos acontecimentos da humanidade - têm mudado a vida de famílias carentes que moram em Nova Andradina”, com esta afirmação, o padre Itacir Gasparetto, do Santuário Diocesano Imaculado Coração de Maria, define um trabalho social que vem sendo realizado na Cidade Sorriso.

A iniciativa, que acontece há cerca de 17 anos, nasceu pela boa vontade dos responsáveis por uma rede de lojas de Nova Andradina e atualmente conta com apoio da Igreja Católica e de vários outros comerciantes e empresários do município. A ação denominada “Voluntários do Amor”, consiste na identificação de famílias em situação de extrema pobreza, que são apoiadas e incentivadas a recuperarem a sua dignidade.

Cb image default
Morador teve a casa melhorada e recebeu itens básicos para uma vida digna - Na foto, Valdeir aparece ao lado do padre Itacir - Imagem: Acácio Gomes / Nova News

A rede de lojas propôs descontar R$ 5 por mês nos salários dos seus 52 funcionários, o que foi aceito por todos. Com isso, são obtidos R$ 260. A empresa, por sua vez, doa mais R$ 130, perfazendo o valor mensal de R$ 390, que são revertidos em ajuda para pessoas pobres. A este valor, soma-se o apoio da Igreja Católica e a generosidade de outras pessoas, tudo para ajudar quem realmente precisa.

As responsáveis pela empresa, Juliana Alves de Lima Mateira e Luana Alves de Lima Garbin, explicam que, a cada três meses, cinco funcionários são sorteados para serem os responsáveis pelo “Voluntários do Amor” naquele trimestre. Eles visitam famílias carentes, fazem o levantamento do que cada uma delas mais necessita e providencia a ajuda.

“É uma ação direcionada. Não adianta ajudar quem não precisa e deixar pessoas em situação crítica de fora. Seguimos critérios para que o apoio chegue a quem realmente necessita”, explica Juliana, ao dizer que a ação só é bem sucedida graças ao apoio, tanto dos colaboradores da loja, quanto de doadores em geral.

Os voluntários explicam que com os recursos obtidos são adquiridos alimentos, móveis, roupas e até mesmo realizadas melhorias na estrutura das casas, tudo dependendo do que a pessoa ou família mais precisa naquele momento. “Também direcionamos alguns produtos da loja. É uma verdadeira corrente do bem”, afirma.

Um dos beneficiados com a ação é Valdeir de Souza Maciel, de 45 anos. O piso da casa em que ele morava era de chão batido, o imóvel estava com o telhado totalmente deteriorado, ele não tinha banheiro em condições de uso, cozinhava em um fogão improvisado com tijolos no quintal e dormia no chão em uma espécie de colchão improvisado, fatores que tonavam o ambiente totalmente insalubre.

Cb image default
À esquerda, o quarto da casa de Valdeir antes das melhorias e, à direita, o quarto depois do atendimento - Imagens: Divulgação / Nova News

Os voluntários o conheceram na loja, onde ele ia quase sempre tomar um cafezinho até que um dia ele disse que estava com fome, o que chamou a atenção da equipe, que decidiu fazer uma visita. Todos voltaram chocados com a situação em que Valdeir vivia e decidiram ajuda-lo. “Pela Providência de Deus encontrei um homem todo sujo de cimento na rua e perguntei se ele era pedreiro. Ele disse que sim e se prontificou a ir comigo lá na casa fazer um orçamento”, explica Juliana.

Ela afirma que seriam necessários cerca de R$ 6 mil para fazer as melhorias. “Ajudamos com o que tínhamos no momento e passamos uma lista no comércio para conseguir o restante. A Divina Providência e a Solidariedade das pessoas foi tão eficaz que conseguimos até mais do que precisávamos”, disse.

Cb image default
Residência que antes estava com telhado destruído recebeu novo madeiramento e novas telhas - Imagens: Divulgação e Acácio Gomes / Nova News

Atualmente a casa tem telhado novo, piso de concreto, o banheiro foi reformado, tem cama com colchão, fogão com botijão de gás, foi instalada uma pia na cozinha e também um taque para lavar roupas na varanda do imóvel. O morador ainda recebeu ajuda em alimentos e outros produtos.

Para Valdeir, que tem problemas de saúde, não pode trabalhar e recebe apenas um benefício de cerca de R$ 400 por mês, a iniciativa dos voluntários fez toda a diferença. “Ele ainda vive em uma situação delicada, mas nem se compara com a forma como estava antes. Não tinha como um ser humano sobreviver daquela forma, sem ter sequer um local para tomar banho e fazer suas necessidades. Agora, pelo menos, ele tem uma moradia digna”, afirma o padre Itacir.

O religioso diz que o morador, apesar de sua situação de vulnerabilidade social, faz questão de devolver o dízimo, tem uma melhor convivência com as pessoas e continua recebendo acompanhamento por parte dos “Voluntários do Amor”.

Cb image default
Situação do morador ainda é delicada, mas sua dignidade foi recuperada e ele afirma estar satisfeito com a ação dos voluntários - Imagem: Acácio Gomes / Nova News

O Nova News apurou que a sobra das doações destinadas ao Valdeir, foram revertidas em ajuda para outra moradora da cidade, que também estava em extrema pobreza. Para ela, foram doados itens como pia, mesa com cadeiras, cômoda, entre outros produtos.

Ao longo destes cinco anos de existência do projeto, dezenas de famílias já foram beneficiadas. “A iniciativa contempla uma família por mês, mas nossa vontade é fazer sempre mais. Nosso sonho é que este projeto possa ser adotado por outras empresas da cidade e da região. É muito bom fazer o bem às pessoas e a gente sabe que isso agrada a Deus”, afirma Juliana.

Na opinião de padre Itacir Gasparetto, a comunidade é chamada para a realização de ações sociais. “Tem muita gente que precisa de ajuda e tem muita gente que pode ajudar, motivo pelo qual é importante divulgarmos estas ações. Estamos divulgando com o único objetivo de que Deus toque nos corações de mais pessoas para que esta corrente do bem cresça cada vez mais”, finaliza o religioso.

Serviço

Quem quiser colaborar a ação “Voluntários do Amor” ou obter mais informações sobre o funcionamento do projeto, que, como já foi dito, pode ser implantado em outras empresas, deve entrar em contato com a Loja Floraí, pelo telefone (67) 3449-2800, falar com a Juliana ou com a Luana.

Cb image default
Padre Itacir Gasparetto com Juliana, Luana e alguns dos integrantes do projeto - Imagem: Acácio Gomes / Nova News

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.