Buscar

Trabalhadores da rede estadual de Nova Andradina paralisam atividades nos dias 2 e 3 de outubro

Decisão foi tomada em assembleia no final da tarde desta sexta-feira, na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SIMTED NA)

Foto: Divulgação/SIMTED

Cb image default

Os trabalhadores da educação de Mato Grosso do Sul preparam mobilizações nos dias 2 e 3 de outubro. De acordo com a assessoria do SIMTED (Sindicato dos Trabalhadores em Educação) o objetivo é cobrar do governador o cumprimento de acordos firmados com a FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) e com a educação de todo o estado de Mato Grosso do Sul.

Entre as reivindicações da categoria estão: a realização de concurso público; a isonomia salarial entre convocados e efetivos; eleições diretas para diretores; a chamada do concurso para os administrativos; políticas salarial para os administrativos. A classe também é contra militarização das escolas públicas.

"É fundamental, nesse momento, ir às ruas para dar um basta aos atos arbitrários deste governo, para dar um basta à falta de respeito do governador Azambuja com a educação. Não cumpriu com sua palavra com os administrativos, reduziu em 32% os salários dos convocados, fechou escolas e cortou investimentos na educação. Vamos à luta", disse o presidente do Simted, Edson Granato.

Na assembleia realizada na tarde desta sexta-feira (27), os trabalhadores decidiram, por unanimidade, paralisar as atividades nas escolas. Foi definido que nos dias 1 e 2 de outubro, a direção do Simted e trabalhadores irão fazer panfletagem durante a Fecinova (Feira de Ciências de Nova Andradina), evento que tem a participação de todas as escolas estaduais. Na oportunidade, o Sindicato organiza um abaixo assinado reivindicando a realização de eleições diretas para diretores nas escolas estaduais.

No dia 2 de outubro, 1° dia de paralisação, os trabalhadores em educação fazem concentração no Sindicato, às 8 horas. Em seguida, seguem até o centro da cidade para um ato pacífico em frente ao Museu Municipal. Munidos de faixas e o apoio carro de som, o grupo distribuirá panfletos que explicam à população sobre o manifesto.

No dia 3 de outubro, uma caravana formada por professores e administrativas irá à capital do estado para participar da mobilização junto a outras entidades e sindicatos.

Nos dias de manifestação, dias 2 e 4 de outubro, não haverá aula nas escolas estaduais de Nova Andradina. (*As informações são do SIMTED)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.