Buscar

Três julgamentos serão realizados em novembro no Fórum da Comarca de Nova Andradina

Dois casos de homicídio consumado e uma tentativa serão submetidos a júri popular

Cb image default
Julgamentos ocorrerão nas dependências do Fórum da Comarca - Imagem: Acácio Gomes / Nova News

O mês de novembro foi instituído pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) como o mês nacional do júri, por meio da Portaria CNJ 69 de 11 de setembro de 2017. O programa visa um esforço concentrado de julgamento dos crimes dolosos contra a vida.

Neste contexto, serão realizadas três sessões do Tribunal Popular do Júri na Comarca de Nova Andradina, sendo nos dias 13, 19 e 26 de novembro, sempre às 08h, nas dependências do Fórum local.

Júri do dia 13

O primeiro júri, que ocorre no dia 13 de novembro tem como réu Luiz Eduardo Guedes Paião, acusado de tentar matar um homem com vários disparos de arma de fogo. 

O fato ocorreu no dia 07 de julho de 2018, em um bar localizado na região da Vila Operária.

Segundo a denúncia, Luiz Eduardo e a vítima tiveram uma discussão, momento em que o réu efetuou cinco disparos de arma de fogo contra o homem, que sobreviveu após ser prontamente socorrido por terceiros até o Hospital Regional.

Júri do dia 19

Já no dia 19 de novembro será julgado Odair de Oliveira, acusado de matar a facadas Célio Lopes de Oliveira. O crime ocorreu no dia 16 de junho de 2018, em um bar localizado na Rua Espírito Santo.

Conforme a denúncia do Ministério Público, o autor teria gasto todo o valor do seu salário no bar, sendo que, ao chegar em casa, teria decidido voltar as estabelecimento para tomar de volta o dinheiro.

Imagens: Acácio Gomes / Arquivo / Nova News / PM

Célio, que era dono do comércio, se negou a devolver o valor alegando que não poderia ficar no prejuízo com relação aos produtos consumidos pelo autor, momento em que Odair desferiu as facadas.

A vítima chegou a ser socorrida até o Hospital Regional, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu em seguida.

Júri do dia 26

José dos Santos Jaca será julgado no dia 26 de novembro acusado de homicídio. Ele teria matado a facadas, no dia 06 de maio de 2018, Luciano Pereira dos Santos Garcia. O crime ocorreu em uma residência no Bairro Durval Andrade Filho, mais conhecido como Morada do Sol.

De acordo com as apurações, o autor suspeitou que a vítima teria lhe subtraído um telefone celular. O réu então se apoderou de uma faca e deferiu golpes contra Luciano, causando a sua morte no local.

Imagens: Acácio Gomes / Arquivo / Nova News

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.