Segunda, 16 de Dezembro de 2019
Buscar

UFMS conclui aulas da disciplina “História do Ateísmo”

Última aula da disciplina ocorreu nesta terça-feira (11)

Foto: Aline Teodoro

Cb image default

O curso de História da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, do Campus de Nova Andradina, concluiu nesta terça-feira (11), a última aula da disciplina História do Ateísmo. Idealizada pelo docente Ricardo Oliveira da Silva, a matéria foi ofertada como optativa aos alunos do curso no decorrer do primeiro semestre de 2019.

Conforme relatou o professor Ricardo Oliveira da Silva na época em que as aulas tiveram início, trata-se, até onde se investigou, da primeira disciplina sobre história do ateísmo de um curso de graduação de uma universidade brasileira. Ao longo das aulas a disciplina abordou a história das ideias ateístas no Ocidente desde o período da Grécia Antiga, até os dias atuais, quando os ateus ganham maior expressividade social no Brasil e em outras partes do mundo, e passam a se organizar em associações e desenvolver um ativismo em prol da defesa do ateísmo como uma visão positiva e construtiva sobre o mundo.

As aulas também abordaram a relação do ateísmo com temas como ética e moral. De acordo com o professor, assumir uma visão de mundo ateísta não significa que o ateu e a ateia não possuam valores éticos ou morais. Quer dizer apenas, que a forma como os ateus dão sentido à vida passa por um sistema de crenças que não possui uma matriz religiosa. Um sentido existencial que pode ser pautado por preceitos científicos ou filosóficos. Para Ricardo Oliveira da Silva, desconstruir visões estereotipadas sobre o ateísmo como imoral ou socialmente perigoso, além de contar a história do ateísmo, foi um dos objetivos das aulas.

Um dado que chamou atenção foi que a disciplina despertou interesse por parte de muitos alunos do Curso de História, e contou com um público composto por evangélicos e ateus. Para o acadêmico Jorge Naldo da Silva Ramos, que se define como adventista, a disciplina fez com que ele visse como os ateus são um grupo variado em formas de pensamento e ação social. Já para Gustavo Sobral dos Santos, aluno de História que se define como ateu, a disciplina o ajudou a conhecer melhor o grupo social ao qual pertence. De acordo com o major bombeiro militar, Pablo Diego Barros de Jesus, que assistiu as aulas como ouvinte, a disciplina permitiu que os alunos entrassem em contato com um tema pouco estudado.

Ainda segundo Ricardo Oliveira da Silva, alguns alunos não conseguiram cursar a disciplina e pediram que seja ofertada mais uma vez. Diante da demanda, existe a possibilidade de que a matéria seja novamente oferecida no curso de História no próximo ano.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.