Domingo, 15 de Dezembro de 2019
Buscar

Vara do Trabalho de Nova Andradina tem 100% dos processos migrados para sistema eletrônico

Em todo o país, mais de 80% dos processos físicos já foram transformados em digitais

Imagem: Arquivo / Nova News

Cb image default

Segundo o portal do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região (TRT-MS), a instituição realiza a migração dos processos físicos de primeira e segunda instâncias para o sistema do Processo Judicial Eletrônico (PJe). Até o momento Nova Andradina e outras nove Varas do Trabalho já migraram 100% de seus processos.

Para o corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Lelio Bentes Corrêa, a migração dos processos físicos para a ferramenta eletrônica traz diversos benefícios aos jurisdicionados.

"Assim que 100% dos TRTs atingirem o objetivo e conquistarem o selo, a Justiça do Trabalho terá uma tramitação processual seguramente mais célere e acessível, pois os advogados e as partes poderão acessar os processos pela internet em qualquer localidade”, assinalou.

Outra vantagem da migração é o aumento da segurança na tramitação e da precisão dos dados apresentados à Corregedoria e ao Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT). "Os dados serão mais confiáveis e proporcionarão maior controle dos órgãos da Justiça do Trabalho", explicou. Em todo o país, mais de 80% dos processos físicos já foram migrados para o PJe.

No Caso de Mato Grosso do Sul, até o momento, dez Varas do Trabalho já migraram 100% de seus processos: Nova Andradina, Bataguassu, Jardim, Mundo Novo, Naviraí, Ponta Porã, São Gabriel do Oeste, Cassilândia, Coxim e Fátima do Sul.

Selo 100 %

O representante do Tribunal Regional que cumprir a meta estabelecida receberá um diploma e a autorização para a fixação do selo, por meio de logomarca eletrônica, nos respectivos sites.

A iniciativa segue o disposto no Provimento 2/2019 da CGJT, que dispõe sobre a migração dos autos físicos em tramitação nas unidades judiciárias dos Tribunais Regionais do Trabalho para o Pje, com vistas a uniformizar o procedimento, levando-se em conta que, atualmente, cada TRT dispõe de um sistema próprio.

O percentual atualizado de processos que tramitam no sistema PJe pode ser verificado aqui. Os dados estão organizados por instância (primeiro e segundo grau) e por TRT. (As informações são do TRT-MS).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.