Buscar

Vereador e diretor de esporte de Taquarussu são acusados de calúnia e ameaça

Impasse entre vereador e diretor de esporte contra o servidor resultou no registro de duas ocorrências policiais

Esta semana, a cidade de Taquarussu, foi marcada por um desentendimento tendo de um lado o vereador Sandro Félix de Melo (PMDB) e o diretor de esporte do município, Marcos Cezar de Andrade, que é filho da vereadora Antônia Cezar Amaral (PSDB), mais conhecida como Tunica, e, de outro lado o técnico em administração que, também é servidor público do município, Rudineis Rodrigues de Souza.

Na segunda-feira (29), o vereador Sandro e o diretor de esporte Marcos compareceram na Delegacia de Polícia de Taquarussu para registrar o boletim de ocorrência 25/2018 contra Rudineis, acusando-o de ameaça e injúria.

À polícia, eles disseram que estavam andando pelas ruas da cidade quando teriam sido xingados de vagabundos por Rudineis. Nas palavras deles, a dupla teria parado o carro e perguntado sobre os motivos da ofensa, momento em que Rudineis teria feito ameaças contra eles.

O vereador e o diretor de esporte afirmaram que decidiram então registrar um boletim de ocorrência contra o técnico em administração para que a polícia tomasse as devidas providências.

Cb image default
Dois boletins de ocorrência com as diferentes versões para o fato deverão ser apurados pela Polícia Civil nos próximos dias - Imagem: Ilustração / Arquivo

Outro lado

Já na terça-feira (30), foi a vez do servidor municipal Rudineis Rodrigues de Souza ir até a Delegacia de Taquarussu para registrar a ocorrência 26/2018 contra o vereador e o diretor de esporte, acusando-os de ameaça e calúnia. Rudineis disse que as declarações feitas contra sua pessoa não são verdadeiras e apresentou outra versão para os fatos.

Ele disse que estava na casa de sua mãe, momento em que Sandro Félix e Marcos Cezar teriam passado pelo local de carro e parado o veículo, momento em que o vereador teria dito que ele e o diretor de esporte haviam ido ao gabinete do prefeito para “cassar a cabeça” de Rudineis e que, enquanto não “cassassem a cabeça” dele não iriam descansar.

Rudineis disse ter entendido as palavras do vereador como sendo algum tipo de ameaça com relação ao seu trabalho junto ao município. Ele disse também ser editor de um site de notícias da cidade, além de desempenhar outras atividades, como fotógrafo em eventos além de possuir uma vidraçaria.

Ao ser questionado sobre o motivo da suposta perseguição política, o vereador teria, nas palavras de Rudineis, tentado, de dentro do carro, desferir um soco contra o servidor, porém a agressão não se concretizou, sendo que, Rudineis afirma que, naquele momento estava com seu filho de um ano e seis meses de idade nos braços.

Na delegacia, o servidor continuou seu relato dizendo que o diretor de esporte teria descido do carro e proferido palavras ofensivas contra ele, reclamando de supostas denúncias feitas por Rudineis. Durante a discussão, a mãe de Rudineis teria começado a passar mal, momento em que Sandro e Marcos teriam ido embora.

Finalizando seu relato, Rudineis afirma que há algum tempo publicou em seu site matérias jornalísticas sobre o fato de o vereador Sandro Félix estar sendo denunciado em processos públicos e que, desde a postagem das notícias o vereador teria iniciado uma perseguição política contra ele.

O desentendimento tendo de um lado o vereador Sandro Félix e o diretor de esporte Marcos Cezar e de outro o servidor Rudineis Rodrigues resultou no registro de dois boletins de ocorrência junto à Delegacia de Taquarussu, sendo que, caberá à Polícia Civil apurar os fatos no sentido esclarecer o que realmente aconteceu. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.