Buscar

Cigarro pode provocar alterações na voz e perda óssea nos dentes

Você fuma? Há quanto tempo? Será que sua voz é a mesma? No Bem Estar desta segunda-feira (7), a cardiologista Jaqueline Issa explicou que o cigarro pode causar alterações na voz, principalmente das mulheres, que podem adquirir uma voz grossa e totalmente diferente.

Isso acontece porque o fumo provoca uma inflamação crônica nas cordas vocais, uma espécie de edema ou acúmulo de muco, que vai engrossando a voz e deixando-a mais rouca, o que é mais perceptível na mulher. Existem casos, inclusive, em que é preciso drenar esse edema já que as cordas vocais não funcionam mais e a pessoa fica sem falar.

A médica alerta, porém, que é preciso prestar atenção nessa rouquidão, que pode ser também um sinal de câncer na laringe, como foi o caso da Melissa (veja o vídeo).

A doença representa cerca de 25% dos tumores malignos que atingem essa área e 2% de todos os outros tipos malignos.

Além do câncer de laringe, o cigarro pode também aumentar o risco de câncer na boca e língua. Para evitar, é simples: basta parar de fumar, como recomendou o endocrinologista Alfredo Halpern. Em apenas um dia sem fumar, já é possível ter benefícios para a saúde, segundo a cardiologista Jaqueline Issa (veja o vídeo ). É preciso ainda prestar atenção em outros sintomas de problemas na garganta, como dor, dificuldade para engolir ou respirar e sensação de caroço na região.

Segundo os médicos, o cigarro pode também afetar a tireoide, causando hipotireoidismo e levando ao ganho de peso, especialmente na região abdominal.

Mulheres fumantes com mais de 50 anos, por exemplo, têm entre 3 a 4 vezes mais chances de ter hipotireoidismo do que a população em geral.

No entanto, não há relação direta do fumo com o câncer da tireoide já que a maior parte dos casos é de origem hereditária. Em relação ao ganho de peso, a cardiologista Jaqueline Issa explicou que isso pode ocorrer após parar de fumar e, por isso, é importante manter bons hábitos como medida de prevenção.

Fora a alteração na voz e a rouquidão, o cigarro pode ainda causar também perda óssea nos dentes. Isso acontece porque a nicotina e outros componentes agridem a gengiva e a raiz.

De acordo com o ortodontista Gustavo Bastos, à medida que o paciente vai perdendo osso, o suporte dentário vai ficando fragilizado – ou seja, é muito comum que o fumante tenha apenas 2 ou 3 mm de osso suportando os dentes, o que faz com que qualquer pancada ou trauma leve à queda (confira na reportagem).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.