Buscar

Marcos Mion emplaca a sexta temporada do Legendários

(Foto: Divulgação )

Não foi fácil para Marcos Mion colocar o Legendários no patamar que o programa está atualmente, após a chegada do apresentador há seis anos na Record. Em entrevista ao jornal O Dia, ele contou que, para colocar a atração entre as principais do sábado à noite, fez um sacrifício  grande e envolveu a própria família. 

"Quando o programa tinha apenas um ano, minha vida era uma insanidade. Dormi na emissora inúmeras vezes. Agora já tenho umaengrenagem rodando, tenho uma equipe em que confio demais. Voltei a ter um pouquinho de vida".

Casado com a designer Susana Gullo,com quem tem três filhos - Romeo, 9 anos, Donatella, 5, e Stefano, 3 -, Mion diz que hoje procura dedicar mais tempo à sua família do que ao trabalho. 

"Penso assim: se estou em falta com meus filhos e minha mulher, tenho que rever todo o resto. Meus filhos ainda são pequenos, estão formando o caráter. É importante ter o pai presente", explicou. 

Quando o Legendários estreou, Mion não ficou tão próximo das crianças como queria. 

"Foi a época mais cruel da minha vida, porque sou muito dedicado aos meus filhos. Depois que o programa se estabeleceu, voltei a fazer da forma que gosto e acredito, que é viver a minha vida como pai e marido e dar conta do resto das coisas".

Praticante do fisiculturismo há quatro anos, o apresentador contou que não é fácil manter o corpo em forma. Além da rotina de exercícios, ele faz dieta e carrega sua comida para qualquer lugar.  Por orientação de seu nutricionista, Mion voltou a comer carne após 11 anos.

"Sou ridículo. Ninguém me chama mais para jantar, porque eu vou e levo minha comida. É péssimo! Mas os amigos já estão acostumados com isso". 

Em sua sexta temporada, Legendários terá games de fofoca e de namoro e um reality com Juju Salimeni. 

"A gente tem a meta de trazer uma novidade toda semana", disse.

Consciente de que amadureceu profissionalmente, Mion destacou que conseguiu se popularizar.

"Tive todo sucesso possível na TV fechada e na MTV. Não tinha mais pra onde ir. Quando vim pra Record, sabia que teria que aprender. Botei isso na cabeça: quero me tornar um comunicador popular! Tive humildade de me despir das armas que eu tinha, começar do zero e desenvolver uma carreira de apresentador popular".

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.