Buscar

Trabalho noturno provoca caos no metabolismo e danos a longo prazo

Trabalhar de madrugada pode provocar um caos no corpo humano e causar danos à saúde a longo prazo, afirma um estudo conduzido por pesquisadores britânicos

A pesquisa, realizada por especialistas do Sleep Research Centre, da Universidade de Surrey, revelou como os turnos de trabalho noturnos podem alterar o metabolismo e prejudicar o bom funcionamento molecular.

Segundo os autores do estudo, publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, a descoberta sobre a rapidez e gravidade dos danos causados por ficar acordado até tarde foi uma surpresa.

Eles explicaram que o corpo humano segue um ritmo natural próprio e que o relógio biológico é programado para ficar ativo durante o dia e dormir à noite.

As mudanças podem causar sérios efeitos colaterais, como alterações dos hormônios, do humor, da atividade cerebral, da temperatura corporal e do desempenho dos atletas.

Os pesquisadores acompanharam 22 pessoas que trabalhavam durante o dia e que foram transferidas para turnos noturnos.

Exames de sangue mostraram que, em média, 6% dos nossos genes são programados para ficar mais ou menos ativos, atuando em sintonia em momentos específicos do dia.

Uma vez em que os voluntários passaram a trabalhar à noite, essa sintonia genética se perdeu.

Caos do tempo

Quase todos os genes ficaram fora de sintonia por causa da falta de sono, afirma Simon Archer, um dos autores da pesquisa. E isso explica porque nos sentimos tão mal quando ficamos com jet lagou se temos de trabalhar em turnos alternados, disse.

O professor Derk-Jan Dijk acrescentou que todos os tecidos do corpo têm seu próprio ritmo durante o dia, mas que ao ficarem acordados à noite, perdiam sua sincronia, podendo causar danos mais sérios a longo prazo, como aceleração dos batimentos cardíacos e alterações no funcionamento dos rins e do cérebro.

É um caos. É como viver em uma casa onde há um relógio em cada cômodo e cada um marcando uma hora diferente, disse ele à BBC.

Estudos anteriores já haviam indicado que dormir em horas erradas do dia aumenta os riscos de diabetes tipo 2 e obesidade. Outras análises sugeriram que as pessoas que trabalham à noite têm mais chances de sofrer de ataques do coração.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.