Buscar

Dias das Mães pode movimentar R$ 3,58 milhões em Nova Andradina

Deste total, 57,94% seriam destinados à compra de presentes (R$ 2,08 milhões) e 42,06% às comemorações (R$ 1,51 milhão)

Imagem: Acácio Gomes / Nova News

Cb image default

Além ser um momento de confraternização familiar, o Dia das Mães também se apresenta como a segunda data mais esperada tanto no Brasil, quanto no Estado de Mato Grosso do Sul pelos empresários do comércio.

Segundo pesquisa da Federação do Comércio Varejista de Mato Grosso do Sul (Fecomércio-MS), em Nova Andradina, a data pode movimentar cerca de R$ 3,58 milhões, sendo que, deste total, 57,94% seriam destinados à compra de presentes (R$ 2,08 milhões) e 42,06% às comemorações (R$ 1,51 milhão).

De acordo com o levantamento, este ano de 2019 pode trazer um maior otimismo para Mato Grosso do Sul, visto que a intenção de consumo das famílias voltou à zona positiva, ou seja, a um ponto em que a intenção é mais facilmente transformada em um consumo efetivo. Pode-se dizer ainda que são os melhores resultados de intenção desde o início da instabilidade econômica.

Apesar de o Dia das Mães, este ano comemorado em 12/05, portanto, três semanas após a Páscoa, trata-se de uma importante oportunidade empresarial, pois há uma variedade de segmentos do comércio a serem contemplados pelo dinamismo econômico da data.

Na busca pela compreensão das interferências do perfil sobre o comportamento do consumidor, observou-se que a situação econômico-financeira melhorou, na comparação ao ano passado em Nova Andradina, uma vez que, o índice de intenção de consumo chegou à zona positiva em 2019, trazendo consigo um maior otimismo para o dia das mães e recuperação da economia.

Com isso, tanto o número de pessoas que comprarão presentes, quanto os gastos médios aumentaram, respectivamente, 10,71% e mais de 20%. Para que haja a manutenção desse clima de melhora, há necessidade de que as interferências políticas sejam positivas. Logo, há um cenário positivo, mas cauteloso, uma vez que ainda está volátil a influências de fatores externos e internos da economia.

Em 2019, 68,50% da população do Estado comprará presentes e a mãe será a principal beneficiada (71,19%). Dentre as preferências de presentes se destacam: roupas (15,44%), perfumes/cosméticos (16,18%) e flores (8,09%). As compras ocorrerão em lojas do centro (97,74%), com pagamento em dinheiro (75,18%).

A pesquisa de preço será realizada por 72,39%, o preço (20,43%), produto (37,39%) e atendimento (23,91%) serão os elementos considerados no momento da tomada de decisão. Sobre a forma de pagamento, apesar de a maioria preferir o pagamento em dinheiro, a utilização do cartão de crédito e crediário voltarão a se destacar.

No que se referem às intenções de comemoração, houve uma retração significativa, na comparação ao ano passado e consequentemente uma maior priorização pela compra de presentes.

Nota-se assim que 24% da população participará de comemorações, enquanto que em 2018, esse percentual era de 83,33%. Já os gastos aumentaram de R$ 87,83 para R$ 97,37. Apesar disso, poderá haver uma queda na movimentação total.

Nas comemorações, os itens que mais se destacarão serão os alimentos (50%) e bebidas (31,25%). E foram justamente esses itens que mais detiveram aumentos do IPCA (IBGE, 2019). No ranking dos tops inflacionários estão: feijão; batata; laranja; tomate; cebola; trigo. Alguns tipos de carnes e bebidas oriundas das frutas, também detiveram aumentos. Esses aumentos podem estar relacionados a dois fatores: questões climáticas que influenciaram a oferta; lei da oferta e da demanda, em função do aumento da demanda efetiva.

Apesar disso, mesmo que em proporção inferior, as comemorações poderão injetar na economia de Nova Andradina, R$ 1,51 milhão. Com esses números expressivos, a projeção reflete um aumento de 10,86%, na comparação ao ano passado.

O gasto médio com presentes será de R$ 137,42, um aumento superior a 20%. Já com comemorações esse valor será de R$ 97,37, ou 10,86% a mais, em relação a 2018. A partir dessas informações, observa-se que há um otimismo por parte dos consumidores e uma expectativa bastante positiva por parte do comércio. (As informações são da Fecomércio-MS).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.