Buscar

Distribuidoras poderão vender gás de cozinha direto ao consumidor

Decisão foi tomada pela ANP nesta quinta (18)

Imagem: Acácio Gomes / Arquivo / Nova News

Cb image default

Segundo reportagem do Estadão, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou nesta quinta-feira (18), a revogação de resoluções editadas pelo governo em 2016 e que proibiam a venda direta de botijões de GLP (gás de cozinha) por distribuidores de combustíveis.

A medida significa o fim da obrigatoriedade de que o botijão de gás de cozinha de 13 kg tenha que passar pelo revendedor de GLP antes de chegar ao consumidor.

Para permitir a venda direta, foram revogados os artigos 36 da resolução 49/2016 e 27, da 51/2016, que proibiam os distribuidores de GLP de participar diretamente da atividade de revenda.

Atualmente, segundo a reportagem, o preço real do gás de cozinha gira em torno de R$ 26,00, porém, com os tributos e as margens de distribuição, o botijão chega ao consumidor a quase R$ 100,00. Em Nova Andradina, nesta sexta-feira (19), o valor do botijão está cotado na casa dos R$ 75,00. (Com informações do Estadão).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.