Buscar

Nova Andradina volta a registrar saldo negativo na geração de empregos

Dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Imagem: Acácio Gomes / Arquivo / Nova News

Cb image default

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, a exemplo do que já havia ocorrido no mês anterior, Nova Andradina voltou a registrar saldo negativo na geração de empregos com carteira assinada. Conforme os dados, o saldo de julho é de -191 postos de trabalho.

Entre os segmentos responsáveis pelo mau desempenho estão atividades rurais, com 134 contratações e 331 demissões (-197); construção civil, com 09 admissões e 16 demissões (-07); e o comércio com 103 pessoas contratadas e 109 demitidas (-06).

Já o segmento de serviços industriais de utilidade pública não pontuou no sistema do Caged. Os setores que registraram bom desempenho em julho foram serviços, com 77 contratações e 61 demissões (+16) e indústria de transformação, com 89 admissões e 86 desligamentos (+03).

Como já noticiado pelo Nova News, o desempenho de Nova Andradina no mês anterior, junho, também foi negativo, com 414 contratações contra 503 demissões, o saldo portanto foi negativo, com -89 oportunidades.

Por outro lado, no acumulado de janeiro a julho deste ano o cenário é positivo. Nos primeiros sete meses de 2019, em Nova Andradina, foram contratadas 4238 pessoas e demitidas 3761, ou seja, o saldo foi de +477 empregos com carteira assinada.

Mato Grosso do Sul*

No mês de julho de 2019, em Mato Grosso do Sul, foram registradas 1.206 contratações com carteira assinada. É o melhor resultado para um mês de julho desde o ano de 2012. Os destaques são para os setores do Comércio, com 527 novas vagas; Agropecuária (280); Serviços (249); Indústria de Transformação (146); Construção Civil (92); Extrativa Mineral (52) e Administração Pública (1). No saldo acumulado de janeiro a julho deste ano, Mato Grosso do Sul contabiliza 3.016 novas vagas.

Brasil**

Em julho, a nível nacional, foi registrada a abertura de 43.820 vagas de trabalho com carteira assinada, crescimento de 0,11% em relação ao estoque de junho.

O indicador mede a diferença entre contratações e demissões. O saldo positivo em julho deste ano foi resultado de 1.331.189 admissões contra 1.287.369 desligamentos. Em julho de 2018, o resultado foi melhor: com saldo positivo de 47.319.

Dos oito setores econômicos, sete contrataram mais do que demitiram em julho. O saldo ficou positivo na construção civil (18.721), serviços ( 8.948), indústria de transformação (5.391), comércio (4.887), agropecuária (4.645), extrativa mineral (1.049) e serviços industriais de utilidade pública (494). Apenas administração pública descreveu saldo negativo (315). (Com informações da *Semagro e da **Agência Brasil).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.