Publicado em 23/04/2016 às 20:51, Atualizado em 26/04/2017 às 16:14

Audax elimina o Corinthians nos pênaltis e é finalista do Paulistão 

Time de Osasco chegou a estar em vantagem duas vezes no tempo regulamentar

, R7

Depois de colocar o Palmeiras na roda na fase inicial do Paulistão e de eliminar o São Paulo com goleada e olé, o Osasco Audax aprontou de novo neste sábado (23) e, depois de deixar a vitória escapar por duas vezes no tempo regulamentar — empate por 2 a 2 —, venceu por 4 a 1 nos pênaltis e se tornou finalista do Campeonato Paulista pela primeira vez.

Fágner, com um chute na trave, e Rodriguinho, que parou no goleiro Sidão, foram os vilões do vexame alvinegro diante de mais de 40 mil torcedores no Itaquerão.

No tempo normal, marcaram para o time presidido por Vampeta (que agora terá que dar um selinho na presidente Dilma Rousseff) o volante Bruno Paulo e o lateral Tchê Tchê, um em cada tempo. André fez os dois para o eliminado Corinthians.

O adversário na decisão sai do clássico entre Santos e Palmeiras, que duelam na Vila Belmiro, neste domingo (Imagem: Reprodução/Internet)

Durante os 90 minutos, no entanto, Audax quase pagou caro pelo seu estilo de jogo diferenciado, privilegiando o toque de bola desde a saída com o goleiro. Em uma delas, Sidão foi pressionado por André e a bola sobrou para Alan Mineiro, que só não marcou o gol porque demorou demais para chutar e permitiu a chegada dos zagueiros.

Superior em campo, o Corinthians acabou surpreendido aos 25 minutos, quando o camisa 8 Bruno Paulo recebeu livre no meio-campo, avançou e chutou colocado, por cobertura. Cássio pulou, mas, como de costume, não chegou, e viu o time de Osasco abrir importante vantagem.

O Timão partiu para cima para tentar o empate ainda no primeiro tempo, mas esbarrou na falta de capricho e qualidade de Alan Mineiro e de André, que perderam ótimas chances para evitar o revés antes da descida para os vestiários.

Na volta para o segundo tempo, com Rodriguinho e Romero nos lugares de Alan Mineiro e Guilherme, o Corinthians cresceu e não demorou para empatar. Aos dois minutos André parou em Sidão, mas, na segunda tentativa, testou com firmeza para deixar tudo igual: 1 a 1.

O Audax voltou a ficar em vantagem com um golaço de Tchê Tchê, elogiado por Tite após o duelo válido pela fase classificatória do Paulistão, mas André, um minuto após o Corinthians trocar o zagueiro Yago pelo atacante Luciano, deixou tudo igual novamente, para explosão de alegria de mais de 40 mil alvinegros no Itaquerão.

Na decisão por pênaltis, a tensão tomou conta até dos mais experientes. Fágner parou na trave, Rodriguinho no goleiro Sidão e o Audax, sem sentir a pressão da torcida, acertou suas quatro cobranças, fez 4 a 1 e levou o time de Osasco para uma inédita decisão estadual.