Buscar

Brasil empata com Suíça em estreia na Copa da Rússia

Seleção brasileira sai na frente, com gol de Philippe Coutinho, mas toma empate em bobeada da zaga no início do 2º tempo

Imagens: Marko Djurica e Jason Cairnduff / Reuters

Cb image default

A seleção brasileira não passou do empate com a Suíça por 1 a 1, na estreia da Copa do Mundo. O jogo, realizado Arena Rostov, em Rostov, valeu pelo Grupo E do Mundial. Foi a primeira vez desde a Copa do Mundo de 1978, na Argentina, que o Brasil não conseguiu vencer na estreia do Mundial. Na ocasião, empatou com a Suécia por 1 a 1. No primerio jogo da chave, também disputado neste sábado (17), a Sérvia já havia derrotado a Costa Rica, por 1 a 0.

Gol do Brasil

A Suíça começou o jogo bem fechada na defesa. Com isso, o time brasileiro tinha dificuldade de penetração na grande área. A primeira grande chance aconteceu só aos 11', quando Philippe Coutinho tocou para Neymar na esquerda. O meia-atacante cruzou para Paulinho que finalizou na pequena área com perigo à esquerda do gol de Sommer.

Aos 17', após boa troca de passes, Gabriel Jesus invadiu a área pela esquerda e cruzou. Sommer defendeu.

Na primeira finalização certa do Brasil, aos 20', Philippe Coutinho cortou para a direita e chutou no ângulo de Sommer. Golaço do Brasil. 

Cb image default

Suíça se abre

O gol desmontou o esquema tático montado pelo técnico Vladimir Petkovic, de quatro jogadores fixos marcando a entrada da área e pressão na saída de bola do Brasil. A Suíça se viu obrigada a abrir mais, tentando o empate. A equipe equilibrou a posse de bola com a seleção brasileira. Porém, sem levar muito perigo ao gol de Alisson.

Aos 47', o Brasil voltou a ameaçar. Após cobrança de escanteio, Thiago Silva cabeceou com perigo. A bola foi para fora.

Empate da Suíça

A Suíça chegou ao segundo tempo mais determinada. Logo aos 5', em cobrança de escanteio, o meia Zuber cabeceou sozinho para empatar o jogo. Os brasileiros reclamaram de empurrão em Miranda, mas o juiz mexicano Cesar Ramos não quis pedir a assistência do VAR, o árbitro de vídeo.

Cb image default

Pressão do Brasil

Após o gol, a seleção brasileira buscou o ataque, mas encontrou muita dificuldade diante da marcação imposta pela equipe suíça. Em muitos lances, os dez jogadores adversários permaneciam atrás da linha da bola, dificultando as ações ofensivas do Brasil.

Temeroso de perder um jogador em algum contra-ataque, Tite decidiu tirar Casemiro, que já tinha cartão amarelo, e colocar Fernandinho. Na pressão, aos 25', Neymar lançou Coutinho. O meia matou a bola no peito e finalizou errado.

Aos 29', Gabriel Jesus foi lançado no lado direito da área. O atacante girou e, quando tentava a finalização, caiu no gramado. Os brasileiro reclamaram pênalti. O árbitro novamente não quis usar o VAR.

Aos 32', após boa troca de passes no ataque, Fernandinho experimentou o chute. Mas a bola subiu muito, passando por cima. Um minuto depois, Neymar foi quem experimentou de fora da área. Sommer defendeu. Aos 43', em cruzmento na área, Neymar cabeceou livre. Mas Sommer encaixou fácil a bola.

Dois minutos depois, Neymar cobrou falta. Fernandinho cabeceou com perigo. Mas o goleiro suíço novamente defendeu. O mesmo Fernandinho finalizou aos 46' na rebatida de um escanteio. A bola passou perigosamente à direita do gol de Sommer.

Sérvia bate Costa Rica com gol de falta em abertura de grupo do Brasil

Próximos jogos

Na próxima rodada do Grupo E, o Brasil irá enfrentar a Costa Rica. O jogo será na sexta-feira (22), em São Petersburgo. Já a Suíça irá enfrentar a Sérvia. O jogo também será na próxima sexta, em Kaliningrado.

FICHA DO JOGO

17/6 – Estádio: Arena Rostov (Rostov)

BRASIL 1X1 SUÍÇA

Árbitro: Cesar Ramos (México); Gol: Philippe Coutinho, aos 20’ do 1º tempo; Zuber, aos 5’ do 2º tempo. Cartões amarelos: Casemiro (Brasil) e Lichtsteiner, Schär e Behrami (Suíça).

BRASIL: Alisson; Danilo, Miranda, Thiago Silva e Marcelo; Casemiro (Fernandinho, aos 15’ do 2º tempo) e Paulinho (Paulinho, aos 22’ do 2º tempo); Willian, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus (Firmino, aos 34’ do 2º tempo). Técnico: Tite.

SUÍÇA: Sommer; Lichtsteiner (Lang, aos 42’ do 2º tempo), Schär, Akanji e Rodríguez; Behrami (Zakaria, aos 26’ do 2º tempo) e Xhaka; Shaqiri, Dzemaili e Zuber; Seferovic. Técnico: Vladimir Petkovic 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.