Buscar

França busca bi e Croácia quer fazer história na final da Copa do Mundo

Franceses buscam o 2º título da história, enquanto a Croácia luta pela conquista inédita para o país, neste domingo (15), às 12 horas, em Moscou

Imagem: Montagem / Reuters / Reprodução / R7

Cb image default

França e Croácia decidem o título da Copa do Mundo de 2018 neste domingo, às 12 horas (horário de Brasília), no estádio Luzniki, em Moscou. O jogo será precedido por uma cerimônia de encerramento da competição.

Os franceses demonstraram muito respeito pelo adversário na finalíssima durante a semana, mas estão confiantes na conquista do segundo título da história. Em 1998, o país venceu a Copa que sediou, batendo o Brasil por 3 a 0 na decisão. Zinedine Zidane brilhou naquela final com dois gols marcados e uma exibição de gala.

Agora, o técnico Didier Deschamps, capitão daquela seleção, foi corajoso e promoveu uma grande reformulação no elenco francês depois da perda do título da Euro-2016, em casa, para Portugal. Ele apostou em alguns jovens, deixou nomes já consagrados para trás e foi muito contestado por isso. Mas superou as críticas com o ótimo desempenho do time no Mundial da Rússia.

Para chegar à final, a França venceu a Bélgica por 1 a 0, na terça-feira passada, em São Petersburgo. Foi um jogo muito equilibrado e os belgas tiveram várias oportunidades de abrir o placar. No entanto, os franceses foram seguros na defesa e certeiros no ataque. O zagueiro Umtiti, do Barcelona, marcou o gol da vitória histórica.

Na Croácia, todos reconhecem o favoritismo da França na final, mas se mostram confiantes na vitória e, consequentemente, na conquista de um título inédito para o jovem país, nascido da dissolução da Iugoslávia, no início dos anos 1990, que tem pouco mais de quatro milhões de habitantes.

A vitória de virada sobre a Inglaterra por 2 a 1, na prorrogação, quarta passada, também no Luzniki, na capital russa, encheu os jogadores, a comissão técnica e a torcida da Croácia de orgulho e esperança no título. Perisic e Mandzukic, autores dos gols, foram os grandes heróis da semifinal.

O técnico Zlatko Dalic, que assumiu a seleção há apenas nove meses, não terá problemas na escolha da equipe para a primeira final de Copa do Mundo da história da nação, apesar do cansaço depois de três prorrogações seguidas. Ele deverá colocar em campo com o que tem de melhor no elenco.

A Croácia disputou a primeira Copa em 1998, quando obteve a melhor campanha até o Mundial da Rússia. Os croatas chegaram à semifinal e deram trabalho para os franceses, anfitriões do torneio. A equipe liderada pelo atacante Davor Suker, artilheiro daquela Copa, foi batida de virada por 2 a 1. Depois, venceu a Holanda na disputa do terceiro lugar.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.