Buscar

Jogador brasileiro é aposta em país onde o covid-19 não parou o futebol

Cb image default
Foto: Reprodução/Betway

Um jogador brasileiro é uma das apostas de um clube Bielorrússia, ex-república constituinte da União Soviética, onde a crise mundial causada pela pandemia do novo Coronavírus (covid-19), não chegou a parar as competições de futebol.

A expectativa sobre o meio campista Lipe Veloso, brasileiro de 24 anos, que chegou por empréstimo do FC Lviv, para o time do Torpedo Zhodino, é grande, devido ao seu bom desempenho na temporada na Ucrânia.

“Acho que os dirigentes dos clubes, empresários estão todos ligados no futebol ucraniano, e eu fiz uma temporada muito boa, meus números foram muito bons, então despertou o interesse no Torpedo Zhodino. Eu não tinha muita noção de como era aqui. Eu fui vendo, as pessoas foram conversando comigo, me passando informações do clube, isso me motivou também a querer vir pra cá,” afirmou o jogador, durante entrevista publicada pelo site de aposta esportiva online Betway.

O campeonato da Bielorrússia começou no dia 20 de março e é a única liga da Europa que não parou por causa do coronavírus. Os jogos acontecem com portões abertos, no entanto o jogador relatou a ausência de torcedores nos estádios.

“As pessoas não estão saindo de casa para ir aos jogos, por mais que os portões estejam abertos e a vida aqui normal. No começo estavam indo mais, agora bem pouco. Dá pra contar quantas pessoas têm" disse Lipe.

O torneio bielorrusso, conhecido como Vysshaya Liga ou “Premier League da Bielorrússia” no resto do mundo, existe desde o ano de 1992.

O campeonato ficou famoso na Europa e passou a ser transmitido em dez países diferentes, o que foi elogiado pelo brasileiro. “Acho que isso é muito bom para nós jogadores brasileiros. Muitas vezes as pessoas não nos conhecem, isso dá uma exposição boa, motivação de jogarmos melhor, de estarmos mais concentrados, de fazer um bom campeonato, e é o que está acontecendo conosco. A gente tá fazendo um bom campeonato e tenho certeza que bastante gente está vendo. A gente tem a ambição de chegar em lugares maiores sempre, de crescer na vida e no futebol não é diferente” afirmou o jogador.

Ainda durante entrevista para a casa de apostas esportivas Betway, o brasileiro disse ter notado bastante diferença, ao comparar o futebol bielorrusso com o futebol do Brasil.

“O futebol na Bielorrússia é diferente do futebol do Brasil. É um futebol de força, um futebol tático, que eles exigem muito, e de velocidade”, afirmou o meio campista.

Apesar das diferenças, o jovem jogador disse não ter enfrentado tanta dificuldade, até mesmo pelas temporadas anteriores em que esteve atuando em clubes na Ucrânia e no Japão.

O jogador disse ainda, que uma das coisas que mais o impressionou, foi a estrutura geral do clube, como médicos, alimentação, além das boas condições fornecidas para os treinos. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.