Buscar

76% dos consumidores aprovam serviços de energia elétrica

Dados da pesquisa de satisfação dos consumidores residenciais de energia elétrica mostram que 76% dos entrevistados avaliaram positivamente os serviços prestados pelas empresas de energia.

Os números, divulgados pela Associação Brasileira de Distribuidores de Energias Elétrica (Abradee), mostram que o índice se manteve praticamente estável com relação ao ano passado, quando a satisfação ficou em 76,8%.

No total, foram entrevistados 23.600 consumidores em 856 municípios dos estados brasileiros. Muitos dos que se mostraram insatisfeitos relataram problemas na comunicação das empresas em caso de cortes de energia programados ou orientações para o uso adequado de energia.

No entanto, do total de entrevistados, 70,3% disseram estar satisfeitos com as informações prestadas pelas distribuidoras. Este foi o item com avaliação mais baixa, atrás de outros como atendimento, fornecimento e conta de luz.

O resultado deste ano mostra aumento em relação ao registrado no ano passado, quando apenas 66,2% dos entrevistados se disseram satisfeitos.

A conta de luz permanece como o item melhor avaliado, com 81% de satisfação.

O resultado é menor do que o verificado no ano passado, quando 85,7% se disseram satisfeitos. Foram avaliados itens como o prazo entre recebimento e data de vencimento, conta sem erros de informação e disponibilidade de locais para pagamentos.

Resultado

De acordo com o presidente da Abradee Nelson Leite, o resultado reflete a disputa sobre o aumento do repasse cobrado pela Caixa Econômica Federal para o pagamento das contas nas lotéricas.

"O resultado demonstra alguns casos bem específicos e bem localizados de dificuldades com os contrato entre as distribuidoras e a Caixa que pretendia aumentar em 50% o valor cobrado por conta arrecadada.

As distribuidoras recusaram, em alguns locais houve ruptura de contrato e isso apareceu no resultado da pesquisa", disse.

Em comparação com as diferentes regiões do país, os dados da pesquisa mostram que a Região Sul apresenta o maior índice de satisfação, com 82,8%, resultado abaixo do apurado em 2017, quando o índice atingiu os 87,8% de satisfação.

Em seguida, aparece a Região Sudeste com 78,3% de satisfação, contra 75,4% registrado no ano passado. Já na Região Nordeste, o índice de satisfação foi de 72,4%, abaixo dos 77,6% verificado em 2017.

O Norte e Centro-Oeste aparecem com satisfação de 67,9%, pouco abaixo dos 68,2% registrados em 2017.

Nos últimos 10 anos, a média de satisfação apurada do país ficou em 77%. Já o percentual de satisfação no Sul foi de 86%.

Nas regiões Nordeste e Sudeste foi de 77% e no Norte e Centro-Oeste foi de 68%.

"Os resultados mostram uma melhoria da percepção do consumidor em relação a qualidade do fornecimento.

Isso reflete a melhoria dos indicadores de qualidade relativos a duração e frequência da interrupção de energia elétrica que apresentaram queda significativa nos últimos anos.

O consumidor percebeu isso e manifestou essa percepção na pesquisa", disse Leite.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.