Buscar

Anvisa proíbe fabricação e venda de canela com pelo de roedor

Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada nessa segunda (2) no Diário Oficial da União proíbe a fabricação, distribuição e comercialização, em todo o território nacional, do lote 07/2015 (val.:05/2016) do produto Canela Moída, marca Pachá, embalagem de 30g, fabricado pela empresa Arcos Com. Imp. Ltda.

De acordo com o texto, laudo emitido pelo Instituto Octávio Magalhães, da Fundação Ezequiel Dias, apresentou resultado insatisfatório devido à presença, acima do limite de tolerância estabelecido, de pelo de roedor – matéria estranha indicativa de risco à saúde humana.

Ainda segundo a Anvisa, a diretoria de Vigilância Sanitária de Alimentos de Minas Gerais já havia emitido notificação que determinava a interdição cautelar do produto no estado de Minas Gerais.

Por meio de nota, a Arcos Com. Imp. Ltda. informou que já tomou as providências cabíveis para o recolhimento de todas as unidades do lote do produto em questão. “Nesta oportunidade, [a empresa] reafirma seu compromisso com a qualidade dos produtos por ela embalados e comercializados e se coloca à disposição para dirimir quaisquer dúvidas através do e-mail [email protected]”.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.