Buscar

Aumentar a eficiência de hospitais federais é prioridade para governo

Parte das ações prioritárias dos 100 primeiros dias de governo, o Ministério da Saúde vai revisar a gestão e a prestação de serviços nos hospitais federais do Rio de Janeiro (RJ) para tornar o atendimento à população mais rápido e mais qualificado. No Rio, as unidades de hospitais federais são as do Andaraí (HFA), Bonsucesso (HFB), Cardoso Fontes (HFCF), Ipanema (HFI), da Lagoa (HFL) e dos Servidores do Estado (HFSE).

Uma equipe formada por profissionais de hospitais de excelência fará um levantamento de como funcionam as unidades públicas. A partir deste trabalho, o Ministério da Saúde vai produzir um diagnóstico sobre a situação das seis unidades fluminenses e elaborar uma estratégia de gestão e um plano de ação para os hospitais. Fazem parte do grupo representantes dos hospitais Sírio-Libanês (SP), Albert Einstein (SP), Alemão Oswaldo Cruz (SP), Hospital do Coração (SP) e Moinhos de Vento (RS).

Filas e atendimentos

Essas ações visam, sobretudo, reduzir as filas de espera por atendimento nas emergências; diminuir o tempo de internação; controlar os índices de infecção hospitalar; diminuir a mortalidade e tornar o uso de recursos mais eficiente. Os hospitais federais do Rio de Janeiro oferecem 1,6 mil leitos. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.