Buscar

Baixa umidade relativa do ar exige cuidados especiais

Confira algumas dicas para manter a saúde no tempo seco

Imagem: Reprodução / EBC

Cb image default

Há vários dias sem chuva, Mato Grosso do Sul enfrenta um período de baixa umidade relativa do ar, o que pode ocasionar desconforto e doenças respiratórias na população. Para evitar esses problemas é importante tomar alguns cuidados.

Segundo a superintendente geral de Vigilância em Saúde, Larissa Domingues Castilho de Arruda, a principal preocupação é com a hidratação. É preciso tomar muita água. “Também é aconselhável optar por esportes aquáticos, evitar o sol no período das 10h às 16h, comer frutas, verduras, comida saudável e tomar água de coco”, afirma.

Outras recomendações são:

• usar soro fisiológico nas narinas;

• colírio nos olhos;

• umidificar os ambientes – com aparelho umidificador ou panos e toalhas molhadas;

• evitar ar-condicionado;

• hidratar a pele.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a umidade do ar ideal é acima de 60%. Abaixo de 30%, é considerado estado de atenção e entre 19% e 12%, alerta. (As informações são da Subcom).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.