Buscar

Brasil e Reino Unido assinam acordos para diminuir barreiras comerciais

Brasil e o Reino Unido firmaram na quarta-feira (28) um memorando de entendimento para fortalecer o comércio entre os países, além de um acordo para acelerar a análise de pedidos de patentes.

Com a formalização, durante a 10ª reunião do Comitê Econômico e de Comércio Conjunto Reino Unido - Brasil (JETCO, na sigla em inglês), espera-se a redução de barreiras ao comércio bilateral e a intensificação da cooperação e exportação.

Assinado em Londres pelo ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge, e pelo ministro de Comércio Internacional do Reino Unido, Liam Fox, o memorando prevê instrumentos de facilitação da entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e o suporte à reestruturação do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi).

Já o acordo para agilizar a liberação de patentes irá funcionar por meio do trabalho conjunto entre o Inpi e o Escritório de Propriedade Intelectual do Reino Unido (UKIPO, na sigla em inglês).

Após a patente ter sido concedida por um dos escritórios, o solicitante pode pedir que o exame da patente seja priorizado no outro país, o que estimula a inovação e criatividade do setor privado.

Relações bilaterais

Por meio do Prosperity Fund, um fundo de cooperação do governo britânico, projetos brasileiros receberam cerca 14 milhões de libras entre 2011 e 2016. No ano passado, o comércio entre o Reino Unido e o Brasil movimentou US$ 5,15 bilhões.

"Apenas nos dois primeiros meses deste ano, nosso intercâmbio de bens já cresceu 30% de lado a lado, o que demonstra o potencial existente para o incremento de nossas trocas comerciais", reforçou o ministro Marcos Jorge.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.