Buscar

Brasil renovável: País é destaque mundial em energia limpa

Dentro do contexto global, o Brasil permanece um dos destaques na geração de energia de fontes renováveis, isto é, aquelas matrizes energéticas com baixo impacto ao meio-ambiente. Estamos na frente de muitos países em se tratando de eficiência energética sustentável.

Segundo dados da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês), o Brasil é o terceiro maior gerador de energias renováveis – que são aquelas que não liberam resíduos ou gases poluentes na atmosfera – assim como o terceiro maior produtor de energia hidrelétrica em relação ao mundo. “O Brasil dispõe de uma matriz elétrica de origem predominantemente renovável, com destaque para a geração hidráulica que responde por 68,1% da oferta interna”, diz balanço da Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

Como consequência dessa predominância, em especial à energia vinda das águas, houve uma redução de 28,1% na emissão de gases estufa na passagem de 2015 para 2016. “O Brasil permanece como líder entre os países com maior participação de fontes renováveis em sua matriz e, consequentemente, baixos níveis de emissões”, aponta o documento.

Energia eólica

Esses esforços para diversificar ainda mais a nossa matriz energética e torná-la mais limpa é evidenciada pelo crescimento destaque da energia eólica no Brasil. Levantamento da Global Wind Energy Council (GWEC) mostra que o País é o oitavo maior produtor mundial de energia proveniente dos ventos. Hoje, há mais de 500 usinas eólicas em funcionamento.

Energia mais barata

Não só as energias renováveis são vantajosas para o meio-ambiente, como elas são mais baratas para o consumidor. Um exemplo disso é o sistema de bandeiras implementado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Quando há escassez de chuvas, e tempos de estiagem, é necessário que as usinas termelétricas sejam acionadas para manter o fornecimento de energia elétrica no País. No entanto, além de mais poluentes, essas usinas são mais custosas para funcionar, fazendo com que a bandeira vermelha seja acionada, acarretando um custo extra nas tarifas de energia.

Biocombustíveis

O Brasil não só é destaque em produção de energia limpa, como também em biocombustíveis. Influenciado principalmente pelo etanol, o Brasil é o segundo maior produtor de biocombustíveis do mundo, segundo dados do portal global de estatística, Statista. Em 2016, tivemos uma produção de 18,5 milhões de toneladas de barris de petróleo equivalente.

Esse panorama só tende a melhorar. Para incentivar a produção de biocombustíveis e cumprir com o Acordo de Paris, o governo sancionou a lei que cria o RenovaBio, um novo marco regulatório para os biocombustíveis.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.