Buscar

Coordenador Comercial da Energisa em MS fala sobre elevação nas contas de energia

Jonas Ortiz Rudis visitou a redação do Jornal Eletrônico Nova News

Na tarde desta sexta-feira (18), o coordenador comercial da Energisa em Mato Grosso do Sul, Jonas Ortiz Rudis, visitou a redação do Nova News para falar sobre a elevação dos valores das contas de energia, assunto que tem sido tema de reclamações dos clientes, não apenas na região de Nova Andradina, mas em todo o Estado.

Questionado sobre as contas mais caras do que o valor habitual, Rudis começou dizendo que não houve reajuste na tarifa - o que só ocorre no mês de abril de cada ano - e que a elevação das faturas é resultado de um consumo maior por parte dos clientes. Segundo ele, as contas que foram entregues em janeiro de 2019 se referem ao consumo registrado em dezembro de 2018.

Nas palavras dele, a elevação do consumo tem relação com as altas temperaturas registradas em dezembro. Ele explica que com aumento do calor, equipamentos de refrigeração como ar condicionado, freezer, geladeira, entre outros, acabam trabalhando mais. Outro fator elencando por ele é o aumento da presença de crianças nas residências, devido ao período de férias escolares.

Cb image default
Coordenador comercial da Energisa em Mato Grosso do Sul, Jonas Ortiz Rudis, concedeu entrevista ao site - Imagem: Acácio Gomes / Nova News

“Com as crianças em casa, se abre mais a geladeira, se assiste mais TV, se usa mais ar condicionado e ventiladores e tudo isso contribui para a elevação do consumo e o encarecimento da conta”, pontua o coordenador comercial da Energisa em Mato Grosso do Sul, ao citar que o Operador Nacional do Sistema (ONS) constatou que, em dezembro, de fato, o consumo de energia foi muito grande.

Rudis afirma que, em caso de dúvida, o consumidor pode entrar em contato com a Energisa pelo 0800-722-7272 ou comparecer na agência mais próxima para solicitar uma verificação. Há também a possibilidade de contato pelo site www.energisa.com.br. “Uma vez feito o acionamento, a empresa vai tomar as providências necessárias para dar uma resposta ao cliente”, garante.

É possível emitir conta sem fazer leitura?

Há um vídeo que circula na internet, onde um colaborador da Energisa aparece imprimindo várias contas de uma única vez, aparentemente sem fazer as leituras dos padrões. Questionado sobre o episódio, Jonas Ortiz Rudis, afirma que o vídeo existe e é verdadeiro, mas ressalta que o funcionário não estava fazendo nada de irregular.

“O vídeo não foi gravado em MS, mas sim há cerca de dois anos, em outro estado. É importante esclarecer se o colaborador for fazer leituras em um condomínio ou prédio, por exemplo, onde há um administrador, ele pode fazer as verificações nos padrões e deixar os dados armazenados no equipamento. Após percorrer todos os medidores, ele imprime as faturas e as entrega para o porteiro ou pessoa responsável. É um procedimento normal. Não tem como ele emitir a conta sem fazer a leitura”, explica.

Composição da fatura

Questionado sobre a composição da conta, o coordenador explica: “Energia - é o custo da eletricidade quando a empresa faz a compra da usina. Transmissão - é o custo existente para que a energia chegue da usina produtora até o Estado. Distribuição – é valor cobrado pela entrega da eletricidade em cada unidade consumidora, lembrando que este valor vai para a Energisa, para que a empresa possa fazer melhorias e investimentos. Encargos setoriais - representam uma arrecadação do Governo Federal para custear descontos de tarifa social, programas como Luz Para Todos, pesquisas de novas fontes de energia, entre outros.

Ainda do Governo Federal existe o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS) e, da parte do Governo do Estado há o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Não podemos nos esquecer também da contribuição para custeio da iluminação pública, que é uma taxa municipal, ou seja, a Energisa arrecada e repassa na íntegra para o município”, detalha Rudis.

Ele afirma que no site da concessionária é possível encontrar mais detalhes, sendo que o cliente pode inclusive efetuar login com seus dados pessoais e o número da unidade consumidora, presente na conta, e ter acesso a todos os detalhes sobre sua fatura.

Cb image default
Coordenador disse que servidores da empresa estão à disposição dos clientes para sanar as dúvidas - Imagem: Arquivo / Energisa

Notificação do Procon

A Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor em Mato Grosso do Sul (Procon/MS) se pronunciou por meio de uma reportagem no site do órgão, afirmando que notificou a Energisa a explicar as razões pelas quais tem elevado os valores da tarifa de energia elétrica, na Capital e, principalmente, nos municípios do interior do Estado.

Sobre o tema, Jonas disse que a notificação do Procon não é surpresa, ao afirmar que, quando o Operador Nacional do Sistema comunicou que o consumo de energia estava elevado, a própria Energisa já havia mantido contato tanto com as agências municipais quanto com a unidade estadual da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor, prevendo que poderiam haver reclamações por parte dos clientes. “Além do Procon, a empresa também procurou o Conselho de Consumidores da Energisa Mato Grosso do Sul (Concen) nos colocando à disposição destas entidades. Todos os casos de reclamações serão analisados e as devidas respostas serão fornecidas”, disse.

Tarifa social

Aproveitando a oportunidade, o coordenador comentou sobre a tarifa social, que é um benefício do Governo Federal que pode conceder, a quem possui o Cadastro Único para Programas Sociais, descontos que variam de 02% a 66% na conta de luz. “Em média, o desconto é de cerca de 40%. O consumidor que tem do Cadastro Único pode entrar em contato com a Energisa para fazer o seu cadastro e obter o desconto. Muitas pessoas têm este direito, mas acabam não buscando usufruir do benefício. Além disso, é importante manter o cadastro atualizado para não ser desligado do programa”, pontua.

Considerações finais

Por fim, o coordenador comercial da Energisa em Mato Grosso do Sul, Jonas Ortiz Rudis, disse que o desejo da empresa é de que seus clientes não fiquem com dúvidas, mas que, caso seja necessário, procurem manter contato com a concessionária a fim de solicitar os devidos esclarecimentos.

Dicas de economia

Ar condicionado

• Não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado

• Manter os filtros limpos

• Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho de ar condicionado

• Colocar cortinas nas janelas que recebem sol direto

Chuveiro elétrico

• Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos

• Selecionar a temperatura morna no verão

• Verificar as potências no seu chuveiro e calcular o seu consumo

Geladeira

• Só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário

• Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções

• Nunca colocar alimentos quentes dentro da geladeira

• Deixar espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não utilizá-la para secar panos

• Não forrar as prateleiras

• Descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente

Iluminação

• Utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz ao sair de um cômodo; pintar o ambiente com cores claras

Ferro de passar

• Juntar roupas para passar de uma só vez

• Separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura

• Nunca deixe o ferro ligado enquanto faz outra coisa

Aparelhos em stand-by

• Retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausências.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.