Buscar

Em processo de retomada, Petrobras reduz prejuízos em 2017

Com medidas de reestruturação e de melhoria na gestão, a Petrobras registrou um prejuízo de R$ 446 milhões no ano passado, o menor resultado negativo em quatro anos. Em nota, a estatal explicou também que o endividamento da empresa caiu para US$ 84,8 bilhões, o menor valor desde 2012.

Para o presidente da Petrorbas, Pedro Parente, essa melhoria é resultado da reformulação do plano de negócios da empresa. "Estamos numa trajetória consistente de recuperação, seguindo à risca o que nos propusemos no nosso plano de negócios”, afirmou o executivo.

Causas

De acordo com a empresa, as principais causas para o resultado negativo foram despesas que não estavam previstas, como um acordo judicial feito nos Estados Unidos e a regularização de dívidas tributárias no Brasil.

Recuperação

A partir da reformulação na direção da empresa em 2016, a Petrobras vem se adequando a melhores práticas operacionais e de gestão, com vistas a retomar sua competitividade, produtividade e, principalmente, saúde financeira.

Medidas como o novo marco regulatório do pré-sal, que desobriga a estatal de explorar todas os blocos da área, e ainda a lei das estatais, que elimina a indicação política para cargos estratégicos, são determinantes nesse sentido.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.