Buscar

Estudo indica impactos da seca por todas as regiões do País

Um estudo do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), órgão de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Mctic), aponta que a falta de chuvas no mês de junho trouxe prejuízos para regiões além do semiárido nordestino. Os estados que tiveram o maior impacto foram Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Acre.

A seca severa do período impactou negativamente a safra agrícola, a pecuária e os reservatórios de abastecimento de água e de geração de energia.

Segundo o Cemadem, 28% da região Nordeste e 10% do Centro-Oeste estão sob escassez hídrica. A condição pode comprometer as reservas superficiais e subterrâneas de água.

O Cemaden monitora os níveis de chuva e a vazão em bacias hidrográficas estratégicas e os dados que auxiliem na tomada de decisões para mitigar os impactos da seca.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.