Buscar

Fórum de Cultura contesta indicação de Juliana Zorzo para assumir a Fundac

O Fórum Municipal de Cultura de Campo Grande emitiu nota oficial, nesta quarta-feira, contestando a indicação da vereadora Juliana Zorzo (PSC) para assumir a Fundac (Fundação Municipal de Cultura). O documento também sugere uma gestão mais participativa no órgão, bem como refuta que algum membro tenha sido indicado para compor a equipe do prefeito, Gilmar Olarte, nesta área.

“(...) Consideramos que a indicada não possui o perfil desejado para uma gestão pública cultural, perfil este que apresentamos ao prefeito, mesmo assim, resguardamo-nos de antecipadas críticas (...)”, descreve trecho da nota, assinada pelo presidente do Fórum Municipal de Cultura, Vitor Hugo Samudio. O grupo informa que vai se manter vigilante a atento ao trabalho da Fundac.

A nota também pede que a gestão compartilhada se confirme à frente da fundação, com “alcance mais coletivo” nas decisões e diálogo aberto com a classe cultural. Aponta, também, que sejam mantidas conquistas como a aplicação de nunca menos de 1% do orçamento municipal em cultura, além da execução e regulamentação do Sistema Municipal de Cultura.

O Fórum de Cultura também comunica não ter indicado um nome para a presidência da Fundac e que, caso haja convite de algum dos membros, a decisão terá caráter pessoal. O grupo quer que a nomeação do novo dirigente seja feita “imediatamente” e pede uma reunião, no dia 29 de março, com a vereadora Juliana Zorzo e a equipe da fundação.

A parlamentar recebeu oficialmente do prefeito, Gilmar Olarte, o convite para assumir a Fundac. No entanto, ela deve se afastar do cargo para assumir, o que deve acontecer com o retorno de Herculano Borges (SDD), atual secretário estadual da Juventude, que reassume a vaga visando lançar-se candidato a deputado nas eleições deste ano.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.