Buscar

Giroto é acusado de agredir jornalista ao se entregar à Polícia Federal

Ex-deputado federal derrubou celular de repórter e “xingou” fotografo

Cb image default

Ex-depuitado federal Edson Giroto agrediu jornalista durante sua apresentação na Polícia Federal em Campo Grande - Imagem: Cleber Gélio / Midiamax

Na sua chegada ao prédio da Polícia Federal o ex-deputado e ex-secretário Edson Giroto agrediu e ofendeu a equipe de reportagem do Jornal Midiamax, O incidente acontece na manhã desta sexta-feira (09), sendo que, além de jogar o celular da repórter no chão com um tapa, Giroto ainda chamou o repórter fotográfico de “babaca”. 

Ele tinha prazo para se apresentar à PF (Polícia Federal) até às 9h, caso contrário, a polícia cumpriria mandado de prisão, e então optou por apresentar-se juntamente com seu advogado. A prisão é decorrente da decisão da 1ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) de cassar a liminar que garantia a liberdade do João Alberto Krampe Amorim dos Santos, um dos principais alvos da Operação Lama Asfáltica, e se estende aos outros oito alvos da 2ª fase da força-tarefa. 

Além Edson Giroto, foram presos na operação Fazendas de Lama: Ana Paula Amorim Dolzan (filha de Amorim); Wilson Roberto Mariano de Oliveira, o Beto Mariano (servidor da Agesul e ex-prefeito); Mariane Mariano de Oliveira (filha de Beto); João Amorim; Flávio Henrique Garcia Scrocchio (que era cunhado de Giroto em 2016); Rachel Rosana de Jesus Portela Giroto (que era esposa de Giroto); e Elza Cristina Araújo dos Santos (sócia de Amorim). Os presos foram encaminhados para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol), e logo depois seriam encaminhados para o Centro de Triagem de Campo Grande. 

Conforme o advogado do empresário João Amorim a defesa vai aguardar o julgamento marcado para o dia 19. "A defesa vai aguardar o julgamento do João Amorim no Tribunal Regional Federal da 3ª Região, tendo como relator o desembargado Paulo Fontes. O desembargador, pediu o visto do processo e o julgamento do habeas corpus, por sua vez encontra-se suspenso e vai se finalizar o julgamento no dia 19, a partir de então vai ser definir, se ele continua preso ou não", relata o advogado do empresário Benedicto Arthur de Figueiredo Neto. 

Agressão 

Em relação à agressão contra uma equipe de reportagem do Jornal Midiamax, o advogado do Giroto, Valeriano Fontoura, que acompanhou a apresentação do ex-deputado, alegou que, em nenhum momento presenciou alguma agressão por parte de seu cliente. Já em relação ao xingamento contra o fotografo, o advogado disse que esta informação poderia ser confirmada ou não apenas diretamente com Giroto.

Midiamax

Segundo o Jornal Midiamax, a jornalista Mariana Rodrigues era a única mulher na cobertura de imprensa da chegada dos réus da Lama Asfáltica na sede da PF na Capital, e foi justamente a única vítima da agressão por parte de Giroto. Curiosamente o ex-secretário e ex-deputado, acusado de diversos crimes contra o patrimônio público, ignorou a presença de repórteres do sexo masculino e desferiu um tapa contra a jornalista.

O Midiamax frisou que a agressão aconteceu horas após o mundo ter comemorado o Dia Internacional da Mulher, e deixou a jornalista com marcas pelo corpo. Com gana e determinação, Mariana continuou a cobertura das prisões. Um boletim de ocorrência por agressão contra o ex-secretário e ex-deputado, investigado pela PF por crimes como corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos, foi lavrado no 7º Delegacia de Polícia. (Com informações do Midiamax e do Diário Digital). 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.