Buscar

Governo do Estado pretende restaurar e pavimentar rodovias na região

Entre os trechos citados na publicação, está a rodovia MS-134, na região de Nova Casa Verde, em Nova Andradina

Foram publicados recentemente no Diário Oficial do Estado cinco resultados de licitações destinadas à restauração de rodovias, elaboração de projetos de restauração e pavimentação. As licitações totalizam investimentos de mais de R$ 5 milhões. Entre os trechos citados na publicação, está a rodovia MS-134, na extensão entre o entroncamento da MS-040 e entroncamento da BR-267/MS, em Nova Casa Verde, que contemplará os municípios de Nova Andradina, Ribas do Rio Pardo e Santa Rita do Pardo.

Os dois primeiros resultados tem como objeto a elaboração de projeto executivo para restauração da rodovia MS-156, no trecho entre Amambaí e Caarapó numa extensão de 78,5 quilômetros, e para MS-395, entre Bataguassu e Brasilândia, com um total de 67,60 quilômetros. Também estão publicados três resultados para implantação de pavimentação com estudo de viabilidade técnica econômica e ambiental para a MS-382, entre o entroncamento da BR-060/MS, em Guia Lopes da Laguna, e o entroncamento da MS-270, com extensão de 79,4 quilômetros.

O governador Reinaldo Azambuja reafirmou o seu compromisso em melhorar a logística de Mato Grosso do Sul (Foto: Arquivo / Lucieni Santana / Nova News)

Outro resultado destina-se a rodovia MS-134, no trecho entre o entroncamento da MS-040 e entroncamento da BR-267/MS, em Nova Casa Verde, que contemplará os municípios de Ribas do Rio Pardo, Nova Andradina e Santa Rita do Pardo, com um total de 80,7 quilômetros. Há também a rodovia MS-338, no trecho do entroncamento da BR-262/MS, em Mutum, e o entroncamento da MS/040, em Ribas do Rio Pardo e Santa Rita, perfazendo 106,950 quilômetros. Confira os valor dos contratos e os resultados na íntegra na página 36 do Diário Oficial.

O governador Reinaldo Azambuja reafirmou, esta semana, durante a solenidade de passagem de Comando da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, o seu compromisso em melhorar a logística de Mato Grosso do Sul com novas pavimentações e com a recuperação de rodovias em situação precária. O projeto será realizado com a economia dos juros do refinanciamento de uma dívida com a União.

Segundo Azambuja preliminarmente será realizado um empréstimo para quitar parte da dívida e assim diminuir o valor dos juros de 21% para 4,5% ao ano. “Isso abrirá um espaço fiscal para o Estado o que poderá ser revertido em novos investimentos, inclusive novas rodovias. Nosso objetivo é pavimentar mais de mil quilômetros e recapear mais de 250 quilômetros de rodovias que estão em situação precária. Esse é o nosso programa de reestruturação da malha viária atrelada ao refinanciamento da dívida”, explicou.

No entanto de acordo com o governador trata-se de um processo demorado, onde Mato Grosso do Sul encontra-se na fase de contratação do empréstimo. “O Governo Federal já autorizou, a União é a avalista desta operação conforme manda a legislação e agora vamos apresentar aos bancos a proposta do Estado. Com a assinatura do contrato já teremos tudo pronto, pois já temos as publicações de diversas elaborações de projeto executivo para pavimentação e restauração de rodovias. Portanto com a assinatura em mãos já daremos início a publicação das licitações de execução dessas obras e pretendemos que isso aconteça até o segundo semestre”, frisou.

Nova Andradina – Batayporã

Um dos trechos que mais tem gerado reclamações aos condutores que trafegam pela região é a extensão da MS-134, entre as cidades de Nova Andradina e Batayporã. Buracos, ondulações e partes com problemas críticos têm afetado as condições de utilização da via. A empresa Terra Sat, vencedora da licitação realizada pelo Governo do Estado para manutenção das rodovias da região têm encontrado dificuldades em promover reparos no asfalto em decorrência das chuvas constantes.

Buracos, ondulações e partes com problemas críticos têm afetado as condições de utilização da via (Foto: Arquivo / Germino Roz / Nova News)

Inaugurada pelo ex-governador André Puccinelli em dezembro de 2009, a duplicação da rodovia MS-134, apresenta constantemente problemas. A pista na qual mais surgem imperfeições é no sentido Nova Andradina a Batayporã. Ela foi construída para que a duplicação, na qual foram investidos cerca de R$ 8 milhões, pudesse ser realizada pela empresa Equipe Engenharia.

Os problemas na rodovia ocorrem desde o início da obra. Um mês após a inauguração, por exemplo, o mesmo lado da pista já apresentava diversos pontos com ondulações e buracos. Nos anos seguintes, diversas foram a frentes de trabalho utilizadas para corrigir os defeitos que surgiram no asfalto. (Com informações do Governo do Estado).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.