Buscar

Indústria 4.0 deverá ganhar escala nos próximos anos

A economia digital e a indústria 4.0 trazem oportunidades e desafios para a economia brasileira. Um dos focos de atenção do governo tem sido orientar e coordenar políticas para a indústria incorporar mais tecnologia e sistemas modernos nas linhas de produção. Hoje, essa indústria responde por 5% do setor no País, mas esse percentual deverá saltar para 28% até 2030. “Temos um edital de conexão de startups para a indústria 4.0 lançado e estamos analisando como avançar no apoio. Recentemente, a Câmara de Comércio Exterior aprovou a redução de 14% para zero da alíquota dos robôs colaborativos”, afirmou Marcos Lima, ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio.

O secretário de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento, Jorge Arbache, destacou que a revolução tecnológica tem mostrado que as empresas ganham cada vez mais dinheiro com inovação e serviços adicionais e não mais com a parte física. “Para deixarmos a armadilha de baixa renda e baixo crescimento que vivemos nas últimas décadas, é preciso elevar a produtividade e a eficiência, o que a tecnologia pode ajudar.”

Capacitação

Para que as novas tecnologias ganhem escala no Brasil, será preciso superar alguns obstáculos, segundo empresários presentes em painel sobre economia digital e a revolução tecnológica na indústria, no Fórum de Investimentos Brasil 2018. Um é melhorar o capital humano. “Teremos de ter melhores e mais bem preparadas pessoas para atuar nesse mundo em transformação”, apontou Ana Paula Assis, presidente para América Latina da IBM.

Para a presidente da SAP no Brasil, Cristina Palmaka, é preciso inserir a discussão sobre a economia digital e a indústria 4.0 na agenda do Estado brasileiro e também é essencial que seja adotada uma visão holística sobre o tema. “A discussão não pode abranger apenas um ministério, mas tem de incorporar vários elos do governo”, observou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.