Buscar

Instabilidade jurídica e demarcações derrubam preço das terras em MS

A instabilidade jurídica e a demarcação de terras indígenas estão derrubando o preço das terras no Estado de Mato Grosso do Sul. O analista da Scot Consultoria Alex Lopes salienta que esses problemas afetam o mercado da região.

Uma conjunção de fatores acaba prejudicando as negociações. O Mato Grosso do Sul é o Estado em que a questão [das demarcações] está mais latente. As recentes invasões indígenas nas propriedades estão prejudicando as áreas que estão ao redor – aponta.

Lopes explica que alguns produtores acabam vendendo a terra por valores menores por medo de não conseguirem usufruir da área devido às ocupações. Essa é uma questão bem pontual, ocorre apenas na volta de propriedades que têm invasões. Muitas vezes os produtores não conseguem nem vender essa áreas, devido ao receio por parte do comprador.

O governo deveria dar um pouco mais de atenção para esse problema, pois está atrapalhando o mercado importante do Estado – reforça.

 

Terras do Brasil

Segundo Lopes, a terra tem se tornando cada vez mais escassa no Brasil e isso também contribui para a alta no preço. A terra está tão escassa que a agricultura tem avançando para a área de pecuária. Hoje é praticamente impossível abrir novas áreas no país em função do novo Código Florestal.

O país também está no foco da produção mundial de alimentos. Todos esses fatores tornam a terra cada vez mais cara e a longo prazo deve se valorizar cada vez mais – explica. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.