Buscar

Jovem entra consciente no HU e após oito dias família é informada de que ela está em coma

Depois de ver a mulher Jessika Sakamoto entrar andando e consciente no Hospital Universitário, Bruno Ewerton está desesperado por ver a jovem de 22 anos em coma e correndo risco de morrer. Segundo Bruno, Jessika está internada há 11 dias no HU e o quadro que foi repassado para ele é de que ela está com toxoplasmose.

 “A informação que tivemos é de que ela está com uma infecção no cérebro, mas ela chegou ao hospital andando, conversando comigo e agora está em coma e não sei exatamente o que está acontecendo com ela”, lamentou. 

De acordo com as informações repassadas pela família, o desespero fica maior pois Bruno não consegue falar com o médico responsável e Jessika não foi atendida por um especialista. “Eu nunca encontro o médico, sempre é o residente que fala que é preciso dar prioridade para quem tem mais risco de vida do que ela, e não acho certo, ontem as mãos dela estavam roxas e estou desesperado. E sei que ela precisa de um neuroinfectologista, mas ainda não teve esse atendimento”. 

Para Bruno, ver a mulher tão jovem nessa situação o deixa desolado, mas ele não perde as esperanças. “Eu não aceito uma pessoa falar que minha esposa tem 5% de vida igual eu ouvi no hospital, e acredito que ela pode melhorar, só apelo que ela tenha o melhor tratamento possível”, pede ele que está com a jovem há cinco anos. 

Histórico 

De acordo com a família, Jessika deu entrada no HU há 11 dias, na segunda-feira o estado dela teria piorado e ontem a família foi avisada de que ela estava em coma. A assessoria de imprensa do Hospital Universitário garantiu que emitirá nota sobre o assunto, e que já entrou em contato com o corpo clínico.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.