Buscar

Leilão de energias renováveis deve gerar economia de R$ 9,73 bilhões aos consumidores

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realizou, nesta quarta-feira (4), o primeiro leilão de energia renovável do ano. O resultado vai representar uma economia de R$ 9,73 bilhões às contas dos brasileiros. A eletricidade leiloada, que começará a ser fornecida em 2022, foi comprada pelas distribuidoras com deságio de 59,07%, com preço médio final de R$ 124,75 por MW.

Neste certame, foram movimentados R$ 6,74 bilhões em contratos com 17 concessionárias de distribuição. Os menores valores foram registrados para usinas solar e eólica. Segundo a Aneel, foi contratada a construção de 39 usinas, sendo 29 delas solares, 4 hidrelétricas, 4 eólicas e 2 usinas térmicas movidas a biomassa., com um total de 298,7 MW médios de energia contratada.

O estado com maior número de contratos foi o Ceará, com 14 usinas, seguido por Minas Gerais (8); Piauí (6); Bahia (4); Pernambuco (3) e Rio Grande do Sul (2). Tiveram uma usina contratada em cada estado o Espírito Santo e Mato Grosso do Sul.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.