Buscar

Mais de R$ 1 bilhão será destinado à formação de professores

Mais de R$ 1 bilhão será investido na formação de futuros professores, anunciou o Ministério da Educação (MEC) nesta quarta-feira (28). Serão 190 mil novas vagas para três programas: 45 mil para o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid); 45 mil para a residência pedagógica e 100 mil para educação a distância na Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Bolsas

As bolsas do Pibid e da residência variam entre R$ 650 e R$ 1,5 mil. Os editais serão publicados nesta quinta (1º), e para os estudantes selecionados, as atividades serão iniciadas em agosto deste ano, assim como o pagamento das bolsas. Voltado aos alunos dos dois primeiros anos de graduação, o Pibid tem o objetivo de aproximar os estudantes da realidade escolar.

Já a residência pedagógica, experiência em unidades escolares com duração de 18 meses, destina-se aos alunos na segunda metade do curso. Com um plano de trabalho acompanhado de perto por coordenadores pedagógicos e docentes do curso, os alunos poderão fazer uma imersão na unidade escolar, com plano de trabalho entre a faculdade, a prefeitura ou secretaria de educação, explicou a secretária executiva do MEC, Maria Helena Guimarães Castro.

União entre teoria e prática

Maria Helena ressaltou a importância da melhoria da formação dos professores, apontado por pesquisas como o fator que mais afeta a qualidade do ensino e tendência mundial. “O que estamos propondo é que haja uma política que fortaleça a interação entre teoria e prática, de tal modo que os futuros professores não só dominem o conteúdo daquilo que vão ensinar, que tenham um conhecimento pedagógico forte e que façam um estágio que funcione”, complementou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.