Buscar

MDS repassa R$ 2,4 bilhões aos beneficiários do Bolsa Família em abril

Beneficiários do Bolsa Família de todo o país já podem começar a sacar o dinheiro do programa. O período de pagamento começou nesta terça-feira (17) para mais de 13,7 milhões de famílias.

O valor repassado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) em abril é de cerca de R$ 2,4 bilhões, com o valor médio de R$ 177,71 por benefício.

Uma das beneficiárias é a dona de casa Déjila da Silva. Ela mora com os quatro filhos em Marechal Floriano, no Espírito Santo, e considera o dinheiro um reforço importante para a manutenção da casa e a alimentação das crianças.

"O pagamento ainda ajuda a manter a vacinação em dia e o material escolar, mas sempre deixo guardado um pouco para comprar o alimento deles. Como não tenho outra renda, o Bolsa Família ajuda muito", conta ela.

Em abril, mais uma vez a fila foi zerada e 268,3 mil novas famílias foram incluídas no programa. Isso significa que todas as pessoas inscritas no Cadastro Único com perfil para participar do Bolsa Família, com dados atualizados há menos de 24 meses e sem divergências entre as informações cadastrais e outras bases de dados, estão sendo selecionadas e ingressando automaticamente.

Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, isso se deve ao aperfeiçoamento da gestão do programa.

"Com a focalização do Bolsa Família, colocamos as pessoas que realmente precisam como prioridade e retiramos aquelas que não faziam jus ao benefício", ressalta.

Além disso, o Plano Progredir oferece ações de geração de emprego e renda a beneficiários. A estratégia do MDS busca reduzir a dependência de programas de transferência de renda. "É uma preocupação do governo federal promover a emancipação das pessoas.

O Progredir tem viabilizado a oferta de cursos de capacitação profissional, o estímulo ao empreendedorismo, microcrédito e acesso ao mercado de trabalho. É uma forma de promover a melhoria da qualidade de vida e autonomia dos beneficiários", explica o ministro.

Pagamento - O pagamento do Bolsa Família segue um calendário escalonado. Para saber o dia em que poderá sacar, o beneficiário deve conferir o Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão do programa. Os que terminam com final 1 podem sacar no primeiro dia do pagamento.

Os com final 2, no segundo dia e assim por diante. Os recursos ficam disponíveis para saque por um período de três meses. Para saber a data de pagamento, basta acessar a página oficial do Bolsa Família.

O Bolsa Família é voltado para famílias extremamente pobres (renda per capita mensal de até R$ 85) e pobres (renda per capita mensal entre R$ 85,01 e R$ 170).

Os beneficiários recebem o dinheiro mensalmente e, como contrapartida, cumprem compromissos nas áreas de saúde e educação.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.