Buscar

Mendonça Filho: Enem 2017 foi "o mais seguro dos últimos anos"

O ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou, em coletiva de imprensa, neste domingo (12), que a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 foi um "sucesso absoluto" e que foram registradas "pouquíssimas ocorrências" nos dois dias de prova. "Foi um sucesso total, talvez a mais tranquila aplicação de Enem nos últimos anos. Todos os procedimentos seguiram à risca a sua programação", garante o ministro.

O delegado federal Franco Perazzoni, que participa da operação de segurança do Enem há três anos, considera que, nesta edição, o trabalho conjunto entre as polícias federal, militar e civil “evoluiu bastante” com relação a anos anteriores.

“Novos meios foram empregados na identificação das provas, detectores de ponto eletrônico, modernos equipamentos de detecção de escutas. Saímos desta edição com certeza de que foi feito um bom trabalho para garantir a lisura do certame e o acesso isonômico ao ensino superior”, destacou Perazzoni. A Polícia Federal, segundo o delegado, executou, neste domingo (12), a Operação Passe Fácil, em 13 estados, em que foram emitidos 31 mandados de busca e apreensão e 31 de condução coercitiva.

No último dia 8 de outubro, a Polícia Federal já havia deflagrado a Operação Adinamia, com objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada em fraudar concursos públicos e processos seletivos para ingresso no ensino superior, por meio do Enem 2016/2017, no Ceará e em outros estados. Na ocasião, foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão, 11 mandados de condução coercitiva e cinco prisões preventivas.

Números do Enem

A presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Ines Fini, afirmou que toda a equipe que participou dos preparativos para a aplicação do exame tem “bons motivos” para celebrar. “Temos todos os dados para dizer que o Enem 2017 transcorreu com muita tranquilidade, calma e pontos positivos", afirmou. O gabarito deve ser divulgado na próxima quinta-feira (16), e o resultado em 19 de janeiro de 2018.

As abstenções no Enem 2017 foram de 29,8% no primeiro dia e de 32% no segundo. Mendonça Filho explica que o índice repete o "comportamento padrão" de anos anteriores. “A média histórica fica em torno de 30% e, historicamente, o primeiro dia tem menos abstenções que o segundo. Não há grandes novidades”, afirma o ministro. No total, cerca de 4,72 milhões de estudantes compareceram às provas no último domingo (5) e 4,57 milhões no segundo dia de aplicação.

No total, foram mais de 58,5 mil atendimentos especiais: 41,2 mil especializados, 16,9 mil específicos e 306 de nome social. Foram eliminados 842 candidatos por descumprimento de regras gerais do edital (264 no primeiro dia e 578 no segundo), 9 porque foram impedidos de entrar nos locais de prova por conta do detector de metais e mais 2 não fizeram as provas por recusa de coleta do dado biométrico.

Gratuidade no Encceja

Ainda na coletiva de imprensa, Mendonça Filho anunciou que o Ministério da Educação e o Inep irão garantir a gratuidade no Enem 2018 para todos os inscritos no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) que fizerem e passarem na prova, que será aplicada no dia 19 de novembro.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.